Vice do Sport nega mágoa com Walter, mas fecha portas 'agora'

Nem mesmo a maneira conturbada com a qual as negociações do Sport com Walter se frustraram foi suficiente para deixar mágoas no clube pernambucano. Em entrevista ao "Diário de Pernambuco" nesta sexta-feira, horas depois de o Leão desistir oficialmente de um acordo, o vice de futebol, Arnaldo Barros, disse que não há como condenar o atacante pela decisão de voltar ao Atlético-PR:

- Não fiquei chateado com a situação porque entendo que foi uma negociação não concluída, como tantas outras. Pelo que se falou, existia a pressão da família para ele não vir para cá. Então não posso condenar o jogador por isso. Pelo contrário. Querer que ele brigue com a mulher e os filhos para jogar pelo Sport é um pouco demais.

Arnaldo Barros rechaçou a hipótese de perdoar o jogador de 26 anos caso ele desista de retornar ao Atlético-PR. Porém, deixou o futuro em aberto: 

- O que eu posso dizer é que, caso ele se arrependa, não queira mais jogar no Atlético-PR e peça para voltar, agora ele não teria mais espaço. Mas não posso responder pelo futuro.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos