Ansioso por chegada de Lugano, Bruno aprova portunhol são-paulino

Ainda longe da Barra Funda, o uruguaio Diego Lugano já mexe com o cotidiano dos jogadores do São Paulo. Prova disso foi a entrevista coletiva do lateral-direito Bruno nesta terça-feira, após o treino. O jogador confessou que está ansioso pela chegada do beque - prevista para às 20h desta terça - e acredita que "El Diós" tem tudo para assumir a liderança do grupo e ajudar dentro e fora de campo. 

- Essa foi uma notícia muito boa. Como saíram grandes ídolos e líderes, que chamavam a responsabilidade, que se precisasse xingar, xingava, acho muito importante a vinda dele, estou ansioso para conversar, para que ele possa treinar com a gente. Chegando esse ídolo, estamos no caminho certo - afirmou e logo agregou. 

- Pela história dele, pela qualidade, esse grupo não tem vaidade. Todos vão acolher o Lugano, vai nos ajudar muito com essa liderança, vai assumir essa postura. 

E a vinda de Lugano vai colocar mais espanhol na rotina de treinos do São Paulo. Com o colombiano Wilder, o chileno Mena e o argentino Centurión, além do também hermano e técnico Edgardo Bauza, o idioma hispânico tem ganhado cada dia mais espaço. 

- A gente fala o portunhol, né? (Risos). Às vezes o professor fala muito rápido, mas o Milton (Cruz) está sempre do lado para ajudar - completou. 

E é com essa mistura que o Tricolor se prepara para a primeira fase da Libertadores da América. A estreia da equipe na competição está marcada para o dia 3 de fevereiro, contra o César Vallejo. 

- Os estrangeiros podem ajudar na Libertadores muito. Tem muito a contribuir, não só no falar dentro de campo, mas entender também. Além disso, tem o espírito, que é muito importante - concluiu. 

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos