Diante de punição, Real Madrid pode gastar R$ 1,4 bilhão em janeiro

A proibição de inscrever jogadores por um ano deve fazer o Real Madrid ir ao mercado de transferências com bastante ímpeto. Segundo o "The Sun", Florentino Pérez estaria separando a quantia de 250 milhões de libras (R$ 1,4 bilhão) para gastar até o dia 31 de janeiro, data-limite para o clube. Um dos nomes na lista merengue é o do meia Eden Hazard, do Chelsea, que custaria aos cofres 80 milhões de libras (aproximadamente R$ 460 milhões).

Segundo o jornal, o Real Madrid não teria o interesse de negociar Gareth Bale, que vem sendo especulado no futebol inglês. A publicação cita ainda que o clube até poderia vender Cristiano Ronaldo por 100 milhões de libras (R$ 575 milhões). No entanto, diante da punição da Fifa aos Merengues, por conta de contratações irregulares de jovens para as pisões de base, a saída do português deve ser descartada.

Na lista dos Merengues, além de Hazard, estariam os atacantes Sergio Agüero, do Manchester City, e Robert Lewandowski, do Bayern de Munique; o goleiro De Gea, do Manchester United; e o meia Paul Pogba, da Juventus.

Não foi apenas o Real Madrid que foi punido pela Fifa. O rival Atlético também sofreu a mesma sanção. A tendência é que as duas equipes sejam protagonistas nesta janela de transferências, pois não poderão inscrever nas janelas de julho de 2016 e janeiro de 2017. No entanto, o retorno de emprestados, como Lucas Silva e Fabio Coentrão (no caso do Real), está permitida, desde que não haja compensação financeira.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos