Régis assume camisa de Fellype Gabriel e diz ser palmeirense

Régis é o novo camisa 30 do Palmeiras. O meia de 23 anos recebeu a camisa do clube das mãos do vice-presidente Antonino Jesse Ribeiro, na tarde desta sexta-feira, no Spa Sport Resort, em Itu (SP). Em sua primeira entrevista, o jogador disse ser palmeirense desde criança.

- Meu time de infância é o Palmeiras, desde pequeno sou palmeirense. A partir do momento que a gente é profissional, a gente defende o clube que joga. Mas minha família é palmeirense, está feliz, e vou trabalhar para dar alegrias para eles - disse o reforço.

O número 30 que será usado por Régis era de Fellype Gabriel, que se apresentou para a pré-temporada fora da forma física considerada ideal e ainda não foi trabalhar no campo com os colegas. Ele faz um trabalho de recondicionamento físico e tem boas chances de deixar o clube.

Independentemente disso, Régis sabe que terá concorrência para ser titular. Robinho, Dudu, Moisés, Cleiton Xavier, Zé Roberto e Allione estão entre os que brigam por um espaço nessa função.

- O Palmeiras, hoje em dia, é o maior clube do Brasil. Por ter vencido a Copa do Brasil, pelo elenco e pela estrutura. Estou muito feliz. Com o que eles nos oferecem, a gente pode trabalhar sem preocupação. Minha família é palmeirense e isso ajudou bastante - acrescentou o meia, mais um a citar o Mundial de Clubes em sua apresentação.

- Eu estou muito motivado. É a primeira Libertadores que, se Deus quiser, vou disputar. Tenho certeza que com o grupo que a gente tem e com todo o respaldo que o Palmeiras dá, a gente vai em busca do título e, se Deus quiser, em dezembro disputar o Mundial.

Régis assinou contrato de empréstimo até dezembro de 2016. Ele pertence ao Sport, clube que defendeu com destaque no ano passado.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos