Suazo se aposenta e Monterrey imortaliza camisa do chileno

Um dos principais jogadores do Chile dos últimos anos, o atacante Humberto Suazo, que fez história principalmente com a camisa do Monterrey, do México, anunciou sua aposentadoria. O agora ex-atacante, de 34 anos, pendurou suas chuteiras depois de defender o Colo-Colo no último ano, mas sem ter conseguido render o mesmo de sua primeira passagem pelo clube. Já o seu antigo time mexicano anunciou que vai imortalizar a camisa 26.

Seus últimos momentos como jogador não foram tão gloriosos. Suazo rompeu com o Colo-Colo em outubro, depois de ter discutido com Pedro Reyes, auxiliar do treinador José Luis Sierra, ex-jogador do São Paulo. Ele acabou sendo afastado, e agora pede uma indenização de 800 milhões de pesos chilenos (R$ 4,4 milhões).

Depois do adeus conturbado, Suazo chegou a embarcar para o México em busca de um novo clube, mas não conseguiu. Também teria chegado a negociar com a LDU para a disputa da Copa Libertadores. Mas não houve acordo, e o seu agente, Fernando Felicevich, acabou confirmando sua aposentadoria.

Logo depois do anúncio de sua retirada, o Monterrey publicou uma nota homenageando o seu ídolo, e anunciou que vai aposentar a camisa 26, que Suazo usou entre 2007 e 2014, com uma breve pausa em 2010, quando foi emprestado para o Zaragoza. Pelo time, conquistou dois Campeonatos Mexicanos e três Ligas dos Campeões da Concacaf.

Revelado pelas categorias de base da Universidad Católica, Suazo profissionalizou-se pelo Ñublense em 2000, e rodou por outros clubes até se destacar pelo pequeno San Luis Quillota, da Terceira Divisão do Chile. Chamou a atenção do Audax Italiano. Lá, sofreu uma grave lesão, mas foi bem e se transferiu para o Colo-Colo pela primeira vez.

No gigante de Santiago ficou entre 2006 e 2007, e ganhou três vezes o Campeonato Chileno. Também em 2006 começou a ser chamado para a seleção chilena, e no ano seguinte foi para o Monterrey. Sua única experiência na Europa foi em 2010, ficando por apenas um semestre emprestado ao Zaragoza. Voltou em 2015 ao Colo-Colo até brigar com os seus treinadores.

Defendeu a Roja até 2013, e com 60 partidas, marcou 21 gols. É o oitavo maior artilheiro da história da seleção chilena.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos