Erro humano provocou acidente que matou Fernandão, conclui relatório

  • ALEXANDRO AULER / PREVIEW.COM

O relatório final sobre o acidente de helicóptero que matou o ex-jogador Fernandão e mais quatro pessoas, na cidade de Aruaña, no interior de Goiás, em 2014, aponta falha humana. O documento foi produzido pelo Centro de Investigação e Prevenção de Acidentes Aeronáuticos (Cenipa), órgão subordinado ao Comando da Aeronáutica.

No relatório da Cenipa, que foi obtido pela reportagem da RBS TV, aponta que o piloto Milton Ananias tomou decisões erradas e que isso contribuiu para o acidente. Além disso, o helicóptero e o próprio Ananias não tinham as habilitações exigidas para a realização de voo à noite, em local sem iluminação.

Outro ponto apontado pela perícia informa que a jornada de trabalho além do permitido pelas normas da aviação, da mesma forma que não foram encontradas falhas mecânicas na aeronave. Exames apontaram também que não houve consumo de bebida alcoólica.

Agora, o Ministério Público poderá decidir pela continuidade da investigação a partir dos laudos da perícia.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos