Thiago Maia aconselha Geuvânio contra 'encheção' em negociação

 

Embora tenham se profissionalizado há pouco tempo, os jogadores do Santos se mostram preparados não apenas para jogos importantes, mas também para situações difíceis fora do campo. Em negociação com a China, o atacante Geuvânio passa por um momento de indefinição, mas tem apoio dos companheiros, como explicou o volante Thiago Maia, de 18 anos, em entrevista coletiva nesta segunda-feira.

 

O meio-campista, que no ano passado teve uma renovação de contrato conturbada e cogitou a trocar de empresário, disse que compreende a situação de Geuvânio e admitiu que nesta situação, é difícil até conversar.

 

- Ainda não falei com ele, porque eu sei o que ele está passando, é muita gente enchendo o saco dele, mas ainda não tive a oportunidade de conversar. Passei por isso já (negociação), sei como é. Vou deixar ele pensar, falar com empresário dele, com o presidente e tomar a decisão certa  - disse o camisa 29.

Questionado sobre o que diria ao camisa 11 se tive a oportunidade de aconselhá-lo, Thiago foi sincero e direto.

 

- Eu falaria para ter paz no coração para ficar ou para ir, vai. Tem que ver o que é melhor para ele e para o Santos. Torço por ele pois é um amigo também - concluiu.

 

Até o momento, o Santos recusou uma oferta do Tianjin Quanjian, da China, de 11 milhões de euros (cerca de R$ 48 milhões). Porém, Geuvânio já aceitou a proposta salarial que lhe foi feita, por isso a negociação está aberta.

 

 

 

 

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos