Opinião: Fluminense tem participação de coadjuvante na Florida Cup

Mais uma vez sem Fred, o Fluminense voltou a deixar escapar a chance de conseguir sua primeira vitória em duas participações na Florida Cup. A equipe iniciou a partida contra o Internacional com apenas duas alterações em relação ao empate com o Shakhtar. O volante Pierre deu lugar a Edson. Já Gustavo Scarpa ficou com a vaga de Marcos Júnior. Em campo, também não houve grandes modificações.

Sem levar perigo ao gol defendido por Alisson, o Tricolor viu o Colorado abrir o placar com Sasha. Na etapa final, o técnico Eduardo Baptista, assim como no duelo contra os ucranianos, promoveu várias substituições no intervalo. Entre outros jogadores, quem ganhou mais uma oportunidade foi o veterano Magno Alves, que salvou o time da derrota na estreia. Só que, desta vez, nem mesmo o atacante da camisa 20 conseguiu evitar o pior para o representante carioca na competição.

Embora os resultados não tenham empolgado, o período nos Estados Unidos certamente serviu para aprimorar o condicionamento e a experiência dos atletas. Estes, por sinal, não economizaram elogios à estrutura encontrada em solo norte-americano. A esperança do torcedor é que o aprendizado seja colocado em prática já nas primeiras partidas pelo Campeonato Carioca e Liga Sul-Minas-Rio.

O próximo compromisso será diante do Atlético-PR, dia 27, pelo certame regional. E o desafio de Baptista é encontrar um padrão ao time.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos