Terry diz que está de saída do Chelsea: 'Meio que aceitei isso'

Com mais de 18 anos de casa como profissional, o zagueiro Terry vai, enfim, deixar o Chelsea. Um dos maiores ídolos da história do clube, o jogador não vai receber uma oferta de renovação de contrato ao fim desta temporada, quando termina o seu atual compromisso. A tendência é que o capitão do time de Stamford Bridge saia do país em junho. Não há ainda um anúncio oficial, porém, vários veículos britânicos de informação começaram a publicar a notícias praticamente juntos, na tarde deste domingo.

Mesmo sendo considerado ainda um dos melhores zagueiros da Premier League, a diretoria do Chelsea não pretende prolongar o compromisso do jogador de 35 anos, que foi elogiado por Guus Hiddink. O holandês chegou a dizer que indicaria a permanência do capitão, mas como nem o próprio treinador vai estar em 2016/17, Terry vai acabar saindo. Ele próprio revelou isso e falou em tom de despedida após a vitória do time sobre o Milton Keynes Dons neste domingo.

- Para ser honesto, é a minha última Copa da Inglaterra e quero ir bem. É uma grande temporada para mim e quero me esforçar, não só nesse torneio, como também na Premier League. Eu já sabia disso antes do jogo contra o Arsenal, e meio que aceitei isso. Vida que segue - disse Terry:

- Eles disseram que quando chegar o novo treinador, coisas podem mudar. Foi um "não" naquele instante. Eu precisava saber agora, como sempre é em janeiro, e às vezes leva um tempo para decidir. E infelizmente foi um não. Não vai ser um fim de conto de fadas, eu não vou me aposentar no Chelsea, vai ser em outro lugar, o que levei alguns dias para superar.

Já falando em relação aos seus últimos meses, Terry garante que vai se esforçar para que seja um adeus vencedor.

- Minha performance não vai mudar. O jeito que eu treino e me entrego... Quero dar tudo e terminar no topo, totalmente ligado ao clube. O clube segue, nenhum jogador é maior que o clube. Eu adoraria ficar, mas o clube segue em uma direção diferente. Não há dúvidas de que vão contratar um ou dois grandes zagueiros. Quero voltar ao Chelsea em alguns anos como torcedor do Chelsea - disse.

Desta forma, ele será um jogador livre no fim da temporada. Mas como não pretende ainda encerrar carreira, deve ir para o exterior, já que dificilmente aceitaria defender outro time inglês. Países como China e Estados Unidos são os favoritos. Com a MLS até na frente, já tendo alguns compatriotas de Terry, como Lampard, Gerrard e Ashley Cole.

Depois de uma passagem pela base do West Ham, Terry chegou ao Chelsea ainda garoto em 1995. Profissionalizou-se em 1998, e foi emprestado em 2000 para o Nottingham Forest. Quando Roman Abramovich chegou ao clube, injetando muito dinheiro russo, o zagueiro continuou, tornou-se o capitão e um dos maiores ídolos da história do Chelsea.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos