Técnico da Inter perde a linha e ofende torcida e jornalista após derrota

Se perder para o Milan por 3 a 0 neste domingo já foi difícil para Roberto Mancini, técnico da Inter de Milão, o pós-jogo também foi tenso. Na saída do gramado do San Siro, o treinador fez gestos obscenos para a torcida adversária, discutiu com uma jornalista e, quando estava deixando o estádio, foi abordado por torcedores revoltados.

A primeira polêmica foi aos cinco minutos do segundo tempo. O treinador foi expulso e acabou flagrado por uma câmera da torcida do Milan mostrando o dedo médio, antes de ir para a arquibancada acompanhar o resto do jogo. Por meio de seu Twitter, ele pediu desculpas posteriormente.

Na hora de dar entrevistas após a partida, ele novamente se irritou: discutiu com a jornalista Mikaela Calcagno quando ela perguntou sobre o gesto obsceno. "Sim, eu fiz. Alguns torcedores me insultaram e não deveriam estar ali. Está satisfeita? Chega dessa m...", disparou Mancini, que criticou a imprensa por "criar polêmicas".

Já na saída do estádio, segundo o jornal Gazzetta dello Sport, Mancini, o capitão Mauro Icardi e alguns dirigentes foram cobrados por torcedores organizados. Cerca de 100 pessoas que representam a "Curva Nord" da arquibancada ficaram esperando no estacionamento do San Siro, sendo que cinco deles tiveram acesso ao setor em que Mancini estava com o seu carro.

"Nós nos sentimos muito mal pela torcida, mas precisamos trabalhar duro para melhorar a situação. Obviamente que os resultados não têm sido positivos. Não estamos bem. Perdemos e parabenizo o Milan, embora eu não acredite que o resultado diga o que foi o jogo", disse Mancini após a partida.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos