Presidente do clube de Felipão renuncia 'por motivos pessoais'

Importantes dirigentes do Guangzhou Evergrande, clube chinês comandado por Luiz Felipe Scolari, renunciaram aos seus cargos. O presidente Ke Peng, o vice-diretor Mai Jianle e Zhang Hongping, do conselho de administração, pediram demissão "por motivos pessoais" nesta terça-feira. Nenhum detalhe maior foi anunciado pelo time de Paulinho e Ricardo Goulart.

Ke Peng estava no cargo desde o ano passado. Antes de assumir a presidência do atual pentacampeão chinês e campeão asiático, ele era diretor do Evergrande Group, empresa do ramo imobiliário que é dona do clube. A tendência é que o Guangzhou seja assumido por Liu Yongzhuo, que já faz parte da diretoria, de acordo com a Xinhua, agência oficial do país.

Além de ir bem dentro de campo, o Guangzhou Evergrande também vive momento favorável na bolsa de valores. Chegou a angariar recentemente 121 milhões de euros (R$ 522 milhões), e está avaliado em 2,2 bilhões de euros (R$ 9,5 bilhões), valor muito superior ao de vários gigantes europeus.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos