Punição a brasileiro do Shakhtar passa a valer em nível mundial

O Comitê Disciplinar da Fifa pulgou, nesta sexta-feira, que a punição ao brasileiro Fred, do Shakhtar Donetsk, será estendida a competições com a chancela da entidade. Ele, portanto, está impossibilitado de entrar em campo em jogos válidos pela Uefa Champions League e pela Liga Ucraniana até 27 de junho deste ano. O jogador só atuará a partir do segundo semestre de 2016.

A Conmebol penalizou o meio-campista por fazer o uso de hidroclorotiazida, um diurético usado para controle de doenças como hipertensão e insuficiência cardíaca. O medicamento é considerado doping porque pode mascarar outra substância ilegal. Com o castigo, ele não poderia atuar em torneios organizados pela federação durante uma temporada.

Ele foi pego no antidoping após defender a Seleção Brasileira pela edição passada da Copa América, no Chile. Desde então, não pôde atuar com as cores de seu país em jogos oficiais, nem amistosos. Agora, o atleta se ausentará, inclusive, de compromissos de sua equipe.

À época, Fred garantiu a sua inocência e prometeu, inclusive, prová-la: "Confio na minha inocência e vou provar isso perante os órgãos competentes. Tenho uma trajetória limpa no futebol e conto com o apoio de todos", comentou.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos