Meia diz que teve propostas melhores, mas escolheu Santos por 'desafio'

Muitos torcedores questionaram quem era o camisa 23 que sofreu o pênalti que deu a vitória ao Santos sobre o Ituano, no último sábado, na Vila Belmiro, por 2 a 1, pela terceira rodada do Paulistão. Nesta quarta-feira, Ronaldo Mendes, que não foi apresentado oficialmente, pois foi contratado para o Santos B, deu sua primeira entrevista coletiva no CT Rei Pelé.

Meia de ofício, Ronaldo foi contratado após jogar a Série B do Campeonato Brasileiro pelo ABC-RN. A princípio, ele chegou à Baixada Santista para jogar no time sub-23, mas Dorival Júnior o promoveu em menos de um mês.

Segundo o próprio jogador, que estreou no sábado, ele recebeu propostas financeiramente melhores, mas o desafio o motivou a desembarcar na Vila Belmiro.

"Apesar de eu ter 23 anos, já rodei bastante. Já passei por Penapolense, Guarani, Criciúma, ABC-RN... Agradeço ao Santos pela oportunidade. Apesar de vir para o (time) B, confiaram no meu potencial. Tive propostas mais interessantes financeiramente, mas aceitei o desafio", conta.

Acostumado a jogar por dentro, Ronaldo não se acanha em dizer que pode ajudar o Santos e o técnico Dorival Júnior fazendo a função que até o ano passado era de Marquinhos Gabriel, um meia que atua pelo lado do campo.

"Sou meia centralizado, mas já joguei pelo lado no ABC, como o Dorival me colocou, com liberdade para rodar. Consigo me encaixar bem para marcar", diz.

"Até pela marcação, que tenta recompor, consigo fazer essa função também. Para correr eu vou estar ali, para ajudar o meio me comprometo bastante", finalizou.

Ronaldo Mendes tem contrato com o Santos até o dia 31 de dezembro.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos