Carioca: No fim, Cabofriense faz dois gols e vence Bonsucesso de virada

A Cabofriense, marcando dois gols nos acréscimos, derrotou por 3 a 1 o Bonsucesso, de virada, na tarde desta quinta-feira, em Bacaxá, pela terceira rodada do Campeonato Carioca. O resultado fez o time chegar aos quatro pontos no Grupo A, de volta à briga pela classificação à fase final do Estadual. O Bonsucesso acumulou a terceira derrota em três jogos, permanece na lanterna do Grupo B e tem a pior campanha entre os 16 concorrentes. 

A vitória foi dramática. O Bonsucesso saiu na frente com um gol de pênalti de Pimenta.  A Cabofriense só empatou na reta final da partida com Franco. Depois, com um a mais, o time de Cabo Frio sufocou, perdeu um pênalti aos 40 minutos e só foi virar com gols de Leandro Euzébio, aos 47 minutos, e Carlinhos, aos 49.

O Bonsucesso conseguiu equilibrar a partida no primeiro tempo. E chegou ao seu gol, quando Pimenta, aos 14 minutos, cobrou pênalti com perfeição. Em vantagem, o time se retraiu e viu a Cabofriense se lançar ao ataque, quase empatando numa finalização de Carlinhos.

No segundo tempo, a Cabofriense foi  muito melhor em campo e por duas vezes o camisa 10 Carlinhos teve a chance do empate. Na primeira, recebeu de Keninha e chutou fraco. Na segunda, aos 21 minutos, mandou a bomba de fora da área que obrigou o goleiro Leo a fazer grande defesa. O Bonsucesso só arriscava no contra-ataque. Num deles, Breno entrou livre e isolou.

Após o tempo técnico, a Cabofriense empatou a partida com um gol de Franco. Após cruzamento de Leandro, a defesa do Bonsucesso parou e o camisa 7 se antecipou, dando um belo chute sem chance para o goleiro Léo, aos 24 minutos.

A situação complicou de vez para o Bonsucesso aos 27, quando João, que já havia recebido amarelo, fez nova falta e acabou expulso. Com dez, o time carioca se fechou e passou o maior sufoco. Só que o meia Carlinhos estava em dia desastroso, perdendo mais dois gols feitos. Mas o ápice foi aos 40 minutos. Leandro lançou Marquinhos. Este entrou na área e foi derrubado na área por Dieguinho. Quem foi cobrar? Carlinhos!  Bateu e o goleiro Léo defendeu.

Aos 47, quando o empate parecia definido, a Cabofriense conseguiu a virada. Após uma bola levantada na área, rolou a maior confusão e o veterano zagueiro Leandro Euzébio apareceu no meio da confusão e tocou de peito para o gol. 2 a 1.

O Bonsucesso sentiu a virada e no minuto seguinte levou o terceiro gol, marcado pelo jogador que tinha tudo para ser o vilão da tarde: Carlinhos. Depois da seis chance perdidas, ele se redimiu ao receber a bola e mandar uma bomba de fora da área.  Golaço.

- É assim mesmo. A gente tenta, tenta, para conseguir uma. O time de parabéns pelo segundo tempo. Valeu pela união e perseverança. Vamos tentar buscar fuicar entre os quatro primeiros do grupo e conseguir a classificação para a fase decisiva - disse Carlinhos à Rádio Jovem Carioca.  

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos