Pai de Toranzo desmente que filho tenha amputado quatro dedos

  • Twitter/Reprodução

    Ônibus do Huracán capotou e Toranzo acabou se machucando no acidente

    Ônibus do Huracán capotou e Toranzo acabou se machucando no acidente

Nesta sexta-feira, em entrevista à "Rádio Continental", o pai do meia Toranzo, Carlos Toranzo, desmentiu que o filho tivesse amputado quatro dedos de um dos pés, conforme foi publicado por um diário espanhol. Sob cuidados médicos, o jogador do Huracán segue na Venezuela, ainda se recuperando do acidente automobilístico que o plantel sofreu na última quarta-feira, após a partida contra o Caracas, pela primeira fase da Copa Libertadores.

"Foi um erro de informação. Um jornalista venezuelano falou essa barbaridade e todos começaram a publicá-la. Quando soubemos, ficamos loucos. Mas logo conferimos que havia nada do que falavam. Ele tem queimaduras feias, mas já fizeram uma limpeza. Meu filho será operado em Buenos Aires. Na Venezuela, não temos ninguém de confiança", desabafou.

Carlos Toranzo classificou como "milagre" o fato de todos os jogadores do Huracán estarem vivos. Ele também acredita que o filho poderá voltar a jogar futebol em breve.

"Toranzo logo passará por uma preparação para recuperar os músculos da perna. O ânimo dele já está melhor. Estamos o aguardando na Argentina. Ele vai se sair bem", acrescentou o pai do jogador.

O ônibus que transportava o time tombou a caminho do aeroporto de Caracas, depois da partida que o time perdeu por 2 a 1 para o Caracas. Porém, mesmo com o revés, a equipe argentina conseguiu a classificação para a fase de grupos da Libertadores.

Além de Toranzo, ficaram na Venezuela Diego Mendoza e o preparador físico Pablo Santella. O resto do elenco já desembarcou em Buenos Aires, conforme anunciou o clube de Parque Patrícios.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos