Após brilhar em triunfo do Valencia, Diego Alves diz que retorno é especial

Diego Alves, enfim, voltou a disputar uma partida oficial pelo Valencia. Após quase nove meses de recuperação de rupturas de ligamentos no joelho direito, sofridas no dia 23 de maio do ano passado, o goleiro foi importante na vitória por 2 a 1 sobre o Espanyol, no estádio Mestalla, pela 24ª rodada da Liga da Espanha. Com pelo menos três defesas importantes, o camisa 1 ajudou o time a voltar a vencer, algo que não acontecia desde a 11ª rodada, em 13 de novembro do ano passado.

- O sentimento é o melhor possível. Voltar é especial. Só eu e minha família sabemos como foi essa preparação, o quanto me dediquei para que esse dia chegasse de novo. Tanto tempo esperando, sem poder pisar no gramado, sentir a torcida, aquela sensação que só o jogo pode dar. Foi bom, importante para mim. Me senti como se estivesse voltando para minha casa. Falando no coletivo, vencer era fundamental. Nosso momento exigia essa retomada das vitórias, somar pontos, mostrar para o torcedor que vamos dar a cara para melhorar nossa condição. Era preciso e conseguimos. A noite foi completa - analisa Diego Alves.

O retorno de Diego Alves foi um dos temas da entrevista coletiva concedida pelo técnico inglês Gary Neville após a partida. Ele ressaltou a importância da experiência do brasileiro em um momento complicado para a equipe em termos de resultados.

- Eu sabia que seria um ambiente vibrante, que ia ser uma grande noite e pensei que a experiência do Diego ia ser boa para nós. Diego me pediu para jogar. Eu pensava que não estava preparado e senti que não devíamos colocá-lo contra o Betis (rodada anterior), mas esta noite senti que precisávamos da sua experiência (...) Ele fez grandes defesas, uma nos primeiros minutos que foi impressionante. Estou muito grato ao Diego - disse o comandante.

Neville se referiu a uma defesa à queima roupa em chute de Caicedo, logo aos quatro minutos. Após um ataque pela esquerda, o equatoriano finalizou quase da linha da pequena área e Diego Alves espalmou e evitou o que seria o primeiro gol do adversário.

- Todas as defesas foram difíceis. Nesse lance, eu estava acompanhando o movimento da jogada e precisei de velocidade de reação para espalmar. Se tomássemos um gol logo no início do jogo, seria muito mais complicado, por todo o tema da confiança. Feliz por poder voltar e poder ajudar dessa forma - completa.

Veja no vídeo abaixo as belas defesas de Diego Alves:

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos