Jonas marca no fim e Benfica larga na frente contra o Zenit

Benfica e Zenit faziam um jogo truncado e com poucas chances de gol nesta terça-feira. O empate em 0 a 0 se desenhava até os 45 minutos da etapa final. Mas a expulsão Criscito e a estrela do brasileiro Jonas na sequência garantiram a vitória portuguesa por 1 a 0 no Estádio da Luz.

Com o resultado, os lusos agora jogam pelo empate na partida de volta, no dia 9 de março, na Rússia. O Zenit precisa vencer por dois gols de diferença para avançar no tempo normal. Trinfo por 1 a 0 leva a decisão para a prorrogação. Caso o placar persista, a vaga será conhecida nos pênaltis.

O JOGO

O primeiro tempo foi de poucas chances para ambos os lados. O Benfica, mesmo com o esquema de três atacantes, tinha um pouco de dificuldades para chegar próximo a área russa. O Zenit, por sua vez, se fechou bem na defesa e procurava explorar o contra-ataque no Estádio da Luz.

Com o apoio da torcida, o Benfica teve maior posse de bola e criou a chance de maior perigo com o atacante Jonas, que arriscou de fora da área e assustou o Lodygin. Mas o jogo teve momentos de muita disputa. Os lusitanos levaram três cartões. Jardel e André Almeida estão suspensos para a volta.

Já o Zenit pouco incomodou Júlio César. Hulk, em cobrança de falta frontal, foi o protagonista do lance mais relevante. O empate sem gols, mesmo com os donos da casa mais incisivos naquele momento, se fazia justo.

A segunda etapa o Zenit até ensaiou uma presença ofensiva mais contante. O chute de Witsel foi o único momento em que Júlio César precisou trabalhar de forma mais efetiva. Passado o "susto", o Benfica novamente tomou conta da partida, mesmo com certa dificuldade em furar o ferrolho russo.

O técnico Rui Vitória promoveu algumas mudanças na tentativa de conseguir, ao menos, uma vitória simples. E ela quase veio em jogada que Jonas tocou para Gaitán. O argentino passou pela marcação e soltou a bomba, mas parou na grande defesa de Lodygin.

Na parte final do jogo, o técnico André Villas-Boas, do Zenit, gastou mudanças na tentativa de ganhar tempo e evitar que o gol luso saísse. Os donos da casa fizeram pressão até expulsão de Criscito. Na cobrança da falta, brilhou a estrela de Jonas. Em uma cabeçada certeira, o brasileiro marcou o gol que deu a vantagem para o Benfica. No fim, placar justo para quem atacou mais. Mas na Rússia, o Zenit terá uma postura diferente.

FICHA TÉCNICA

BENFICA 1 X 0 ZENIT

Local: Estádio da Luz, Lisboa (POR) 

Data-Hora: 16/2/2016 - 17h45 (de Brasília)

Árbitro: Gianluca Rocchi (ITA)

Auxiliares: Elenito Di Liberatore (ITA) e Mauro Tonolini (ITA)

Cartões amarelos: André Almeida, Pizzi, Jonas e Jardel (BEN); Witsel, Criscito e Javi García (ZEN)

Cartão vermelho: Criscito (ZEN)

Gol: Jonas - 45'/2ºT (1-0) 

BENFICA: Júlio César; André Almeida, Lindelöf, Jardel e Eliseu; Samaris, Renato Sanches e Gaitán; Pizzi (Carcela-González - 25'/2ºT), Jonas e Mitroglou (Raúl Jiménez - 17'/2ºT) - Técnico: Rui Vitória.

ZENIT: Lodygin; Anyukov, Garay, Lombaerts e Criscito; Witsel, Javi García e Shatov (Zhirkov - 35'/2ºT) ; Hulk, Dzyuba (Kokorin - 28'/2ºT) e Danny (Maurício - 41'/2ºT) - Técnico: André Villas-Boas.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos