Com três de Diego Souza, Fluminense passa pelo Cruzeiro no Mineirão

A desconfiança predomina tanto nas Laranjeiras quanto na Toca da Raposa, neste início de temporada. Mas o pessimismo não entrou em campo na noite desta quarta-feira no Mineirão. Em uma partida movimentada e recheada de emoção, o Fluminense venceu o Cruzeiro por 4 a 3, com um show de Diego Souza - autor de três gols-, e seguiu vivo na Primeira Liga.

Derrotado na estreia pelo Atlético-PR em Volta Redonda, o Fluminense, apesar de visitante, tinha a mesma necessidade da vitória que o rival mineiro. Só que a ambição cruzeirense começou a tomar forma logo aos 4 minutos. De Arrascaeta tabelou com Sánchez Miño, recebeu de volta e rolou para Rafael Silva. O atacante passou por Diego Cavalieri e estufou as redes.

Sem Fred, suspenso por cinco jogos no torneio, o Tricolor depositava suas esperanças em Diego Souza. E foi ele quem acabou com a vantagem celeste. Na primeira tentativa, buscou o cruzamento para a área. Porém, o braço de Fabiano encontrou a bola, e o árbitro marcou pênalti. Na cobrança, paradinha e goleiro fora da foto: 1 a 1.

O empate não abateu a Raposa, que só não marcou pouco depois porque os zagueiros Dedé e, principalmente, Manoel, perderam oportunidades debaixo da meta de Diego Cavalieri, após falta lançada na área.

E, se os defensores jogam fora as chegadas ao ataque, Diego Souza, do outro lado, não perdoa. Em uma arrancada, Wellington Silva foi até a linha de fundo e tocou para trás. O camisa 10 bateu firme e guardou.

Aos 37, o meia artilheiro virou garçom e serviu Gustavo Scarpa, que soltou a bomba para ampliar: 3 a 1. Antes da ida para o intervalo, Rafael Silva provocou um "flashback" na cabeça do torcedor e diminuiu, desta vez de cabeça.

O jogo quente pelou a cabeça de Deivid, que acabou expulso e deixou o Cruzeiro órfão de seu treinador assim que a bola rolou para a etapa final.

Mesmo assim, os anfitriões buscaram o prejuízo. Aos 20, Élber avançou e cruzou para De Arrascaeta desviar para o gol.

Cinco minutos depois, Fábio derrubou Felipe Amorim dentro da área. Nova penalidade, que também foi convertida por Diego Souza.

A pressão dos donos da casa não foi suficiente e o Tricolor deixou o gramado com a primeira vitória na competição. De quebra, pulou da lanterna para a vice-liderança, atrás do Atlético-PR no saldo de gols. O Furacão ainda joga na rodada contra o Criciúma, na próxima semana. Embalado, o Flu faz clássico com o Flamengo, domingo, em Brasília.

FICHA TÉCNICA

CRUZEIRO 3 X 4 FLUMINENSE

Local: Estádio Mineirão, em Belo Horizonte (MG)

Data-Hora: 17/2/2016 - 19h30 (horário de Brasília)

Árbitro: Francisco Paula Silva Neto (RS)

Auxiliares: Rafael Alves (RS) e Elio Nepomuceno (RS)

Público/renda: xxx

Cartões amarelos: Fabrício (CRU); Marcos Junior, Giovanni, Diego Cavalieri e Pierre (FLU)

Gols: Rafael Silva (4'/1°T) (1-0), Diego Souza (28'/1°T) (1-1), Diego Souza (34'/1°T) (1-2), Gustavo Scarpa (37'/1°T) (1-3), Rafael Silva (43'/1°T) (2-3), De Arrascaeta (20'/2°T) (3-3) e Diego Souza (25'/2°T) (3-4)

?

CRUZEIRO: Fábio, Fabiano, Manoel, Dedé e Fabrício; Henrique, Ariel Cabral (Pisano, 32'/2°T), De Arrascaeta e Sánchez Miño (Élber, aos 10'/2°T); Alisson e Rafael Silva (Vinícius Araújo, aos 38'/2°T) - Técnico: Deivid

FLUMINENSE: Diego Cavalieri, Wellington Silva, Henrique, Marlon e Giovanni; Pierre, Douglas (Edson, aos 43'/2°T), Gustavo Scarpa (Osvaldo, intervalo) e Marcos Junior (Felipe Amorim, aos 18'/2°T); Cícero e Diego Souza - Técnico: Eduardo Baptista

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos