Gabriel Jesus cita mística da camisa 12 e ignora reserva no Palmeiras

O empate em Maldonado deixou um gosto amargo para o Palmeiras, ciente de que poderia ter conquistado a vitória diante do River Plate, do Uruguai, na estreia da Copa Libertadores. Um dos gols do 2 a 2 foi marcado pelo garoto Gabriel Jesus, que entrou no segundo tempo e estreou a camisa 12, do ex-goleiro Marcos, com o pé direito. 

- Respeito muito o Marcos, pelo cara que ele e pelo que ele fez, não só no Palmeiras, mas também com a camisa da Seleção Brasileira. Um baita profissional, fiquei muito feliz pela camisa, tenho que honrar ela dentro de campo - disse à Fox Sports, para logo completar:

- Foi um jogo que controlamos bem, infelizmente no final deixamos cair. Tomamos dois gols que precisam ser conversados, mas a equipe está de parabéns, não é fácil jogar fora do Brasil. Se eles estão na Libertadores, ele são bem empanhados.

Gabriel Jesus entrou na partida apenas no segundo tempo, pois perdeu a posição no ataque para o recém-chegado Erik. ''Empenhado'', o garoto garante não enxergar problemas na reserva durante algum tempo e vibrou com a chance de voltar a mostrar bom futebol. 

- Não tem problema nenhum em ficar no banco, o Marcelo é um belo treinador, uma bela pessoa. Eu sou tranquilo, bastante empanhado sempre. Eu respeito muito o Erik. Não estava mesmo jogando muito bem neste começo, não estava merecendo a titularidade. É igual ano passado, quando eu ganhei a posição do Rafael (Marques). 

O Palmeiras volta a campo no próximo sábado, às 17h, para o primeiro clássico do ano contra o Santos, no Allianz Parque, pela quinta rodada do Campeonato Paulista.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos