Técnico vê evolução, mas diz que Verdão deveria 'proteger o resultado'

Dessa vez com Thiago Santos e Erik nas vagas que eram de Robinho e Gabriel Jesus, o Palmeiras ficou à frente do River Plate (URU) duas vezes, mas empatou por 2 a 2 em sua estreia pela Copa Libertadores. O técnico Marcelo Oliveira, embora tenha visto evolução em relação aos últimos jogos, acha que a equipe poderia ter feito mais e "protegido" melhor o resultado.

- Poderíamos ter jogado um pouco mais. No primeiro tempo foi um jogo muito competitivo, o Palmeiras competiu muito, sabíamos que tinha de ser assim. Pecamos na jogada final, da intermediária para a frente. Tivemos mais posse, no segundo tempo a gente atacou mais também, com o dobro de finalizações, mas apenas quatro certas. A gente precisa ganhar dessa equipe quando jogarmos lá em São Paulo. Poderíamos ter feito um pouco mais, girado a bola um pouco melhor e protegido o resultado. Na bola parada, na marcação inpidual, nós facilitamos, e um pênalti que talvez pudesse ter sido evitado - analisou o treinador.

O resultado, embora não seja tão lamentado pelo Palmeiras, elevou para quatro jogos o jejum da equipe, que vinha de empates com São Bento e Oeste e derrota para o Linense. Nestes últimos dois casos, principalmente, o desempenho foi bem abaixo da média (contra o Linense, com time reserva).

- No último sábado, por mais que a gente não tenha jogado um futebol brilhante, envolvente, foi um jogo de duas bolas. Hoje fomos mais regulares, a bola passou mais pelo meio, a presença do Jean indica isso. O River Plate, na verdade, nos marcou muito bem e muito forte. Eles usam muito a bola longa, mas marcam muito bem. Essa foi a dificuldade, mas o time procurou jogar. Quando passava a bola do meio, tivemos uma melhor atuação do que nos dois últimos jogos - disse o treinador.

- Hoje, pelo fato deles jogarem com três caras enfiados e marcando muito, a gente poderia ter jogado mais com os volantes. Acabamos dando bastantes chutes de ligação direta. Isso foi recomendado (a não fazer), mas em alguns momentos eles se sentiam apertados, e ficou um jogo de segunda bola. No primeiro tempo a gente aproveitou essa segunda bola e no segundo eles foram um pouco melhores. Mas poderíamos ter jogado um pouco mais pela qualidade dos volantes que temos - concluiu.

O Palmeiras volta a campo no sábado, contra o Santos, no Allianz Parque, pela quinta rodada do Campeonato Paulista.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos