Contra a Cabofriense, Botafogo reencontra velhos conhecidos

O Botafogo entra em campo neste domingo para enfrentar a Cabofriense, às 17h, em São Januário, e ficará frente a frente com velhos conhecidos da torcida. Antes alvinegros, o técnico Eduardo Hungaro, o goleiro Andrey e o volante Adreazzi prometem fazer de tudo para interromper a invencibilidade do time de General Severiano.

Escolhido para comandar o Botafogo na Libertadores em 2014, após um hiato de 18 anos do Glorioso na competição continental, Hungaro não deixou saudades para a torcida alvinegra. Eliminado precocemente do Carioca daquele ano e da Libertadores Hungaro deixou o cargo e desde então busca se reafirmar como treinador. Responsável por revelar talentos na época que trabalhava na base do Botafogo como Emerson, Diego, Fernandes, Marcinho e Gegê, o hoje, técnico da Cabofriense, não esconde sua satisfação de reencontrar o clube que o projetou.

- Tenho amigos no Botafogo, muitos jogadores que eu comandei e sou muito grato por tudo. Mas hoje a minha vida é a Cabofriense e precisamos da vitória - afirmou Eduardo  Hungaro.

Frutos da Base do Botafogo, o goleiro Andrey e o volante Andreazzi também enfrentam seu ex-clube. Com sete jogos pelo Glorioso, Andrey foi à justiça para deixar o clube e acertar com o Botafogo de Riberão Preto.

- O Botafogo é um clube que eu conheço bem, fiz  muitos amigos e tive bons momentos. O Jefferson é meu amigo fora de campo, será bom reencontra-lo, mas espero vencer - afirmou o goleiro Andrey.

Andreazzi, por sua vez, defendeu o Alvinegro em 2014 e em dois jogos em 2015. Este ano, porém, foi emprestado à Cabofriense. Com um boa relação com a diretoria alvinegra foi liberado espera dar trabalho ao seu ex-clube.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos