Prass vê Palmeiras 'entrando nos trilhos', mas alerta para a ansiedade

Ansiedade. Assim como o técnico Marcelo Oliveira, Fernando Prass usou essa palavra para tentar explicar o momento de instabilidade do Palmeiras, que completou cinco jogos sem vencer com o empate por 0 a 0 com o Santos, neste sábado, no Allianz Parque. De acordo com o goleiro, o time ainda não tem maturidade para reagir bem a uma sequência de insucessos.

- Temos de crescer na questão da maturidade, para conseguir absorver um ciclo de resultados não tão bons, para que isso não interfira dentro do campo. Às vezes estamos tendo uma jogada muito vertical, acelerando muito a jogada, por causa da ansiedade de fazer o gol. Assim como se engrenarmos uma sequência de vitórias também temos de ter serenidade. Agora é um jogo fora, difícil, mas uma vitória começa a nos devolver essa tranquilidade - disse o camisa 1.

Em cinco rodadas de Paulistão, o Verdão conseguiu somar apenas seis pontos: uma única vitória, contra o Botafogo-SP, três empates, diante de São Bento, Oeste e Santos, e uma derrota, para o Linense. Na visão de Fernando Prass, porém, o jogo contra o Peixe se junta ao empate com o River Plate (URU), pela Libertadores, em uma série em que a equipe vem demonstrando evolução.

- Tínhamos de ter pontuação melhor e desempenho melhor, mas acho que estamos conseguindo entrar nos trilhos. Fizemos vários jogos contra o Santos no ano passado, o placar sempre foi mínimo. Qualquer um dos dois lados poderia ter vencido - comentou, antes de negar mais uma vez que não há problema de relacionamento no grupo.

- Não tem problema entre a gente. Se fosse problema de relacionamento, a gente resolvia fácil. O problema é que a gente não vinha jogando bem. Acho que nesses últimos dois jogos melhorou um pouco. É por culpa nossa, fase técnica.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos