City derrota o Dínamo na Ucrânia e abre grande vantagem nas oitavas

O Manchester City deu um belo passo para ir às quartas de final da Liga dos Campeões nesta quarta-feira. Na Ucrânia, os Citizens souberam aproveitar melhor as suas oportunidades contra um valente Dínamo de Kiev, venceu por 3 a 1, e vai para o jogo da volta, na Inglaterra no próximo dia 15 de março com uma bela vantagem, podendo empatar ou perder por 1 a 0. Agüero, David Silva, Yaya Touré e Buyalskiy marcaram os gols da partida.

No início do jogo, o Dínamo foi para cima. Na fase de grupo, o técnico Serhiy Rebrov já mostrou que é corajoso, e não está nem aí com o fato de o outro time ser mais badalado e ter mais qualidade técnica. E nos primeiros minutos assustou o City de verdade. Com desfalques importantes, como De Bruyne, os ingleses optaram por um meio com Fernandinho, Fernando e Yaya Touré, além de Sterling e David Silva mais avançados. E o que prevaleceu foi mesmo a superioridade dos Citizens. E isso aconteceu logo.

Após escanteio cobrado por Silva, Yaya Touré escorou, Agüero dominou e chutou com estilo para marcar logo aos 15 minutos de jogo. O Dínamo continuou buscando o ataque, mas era difícil entrar na área inglesa. O treinador dos ucranianos resolveu mexer ainda com meia hora de jogo e buscou sustentação no meio ao colocar o português Miguel Veloso no lugar de Garmash. Mas aos poucos, os ucranianos ficavam previsíveis, só atacando pela direita com Yarmolenko.

Mas isso não acontecia. Quase que com um erro grave no meio, saiu mais um do City, em desarme de Fernando, que botou Agüero para correr, Touré por pouco não ampliou. Mas não demorou para sair mais um. Após lançamento longo, Agüero prendeu a bola na frente, botou de costas para Sterling, que foi à linha de fundo, e David Silva surgiu na área para receber e completar. O argentino quase fez mais um logo na sequência em chute cruzado, mas foi para fora.

Na volta para o segundo tempo, o Dínamo veio com Júnior Moraes no lugar de Teodorczyk. E foi para cima. Criou oportunidades logo nos primeiros minutos. Além de jogar pela direita com Yarmolenko, o time de Kiev teve mais opções para atacar, e foi.

Acabou se dando bem. Vida jogou a bola na área pelo lado, Júnior Moraes foi na bola, Otamendi cortou. Acabou indo para Buyalskiy, que chutou com firmeza, e ainda desviou no zagueiro argentino. Ainda atrás no placar, o Dínamo continuou em cima, e mostrou que não estava morto no jogo.

Os ucranianos tinham mais posse de bola e ficavam no campo de ataque. As chances eram frequentes, e o City não conseguia sair da forma que desejava. As melhores opções eram as jogadas inpiduais. Sterling fez boa jogada na linha de fundo, cruzou, e Yaya Touré desperdiçou grande chance ao cabecear muito perto. Porém, o marfinense acabaria deixando o dele. Já aos 44, o craque, de fora da área, tabelou com Fernandinho e acertou um bonito chute, para deixar o City ainda mais perto da vaga.

FICHA TÉCNICA

DÍNAMO DE KIEV 1X3 MANCHESTER CITY

Local: NSK Olimpiyskyi, em Kiev (UCR)

Data-hora: 24/02/2016, às 16h45 (de Brasília)

Árbitro: Antonio Mateu Lahoz (ESP)

Auxiliares: Pau Cebrián Devís (ESP) e Roberto del Palomar (ESP)

Gols: Agüero (15'/1ºT), David Silva (40'/1ºT), Buyalskiy (13'/2ºT), Yaya Touré (44'/2ºT)

Cartões amarelos: Não houve

Cartões vermelhos: Não houve

DÍNAMO DE KIEV: Shovkovskiy, Danilo Silva (Makarenko, 20'/2ºT), Dragovic, Khacheridi e Vida; Rybalka, Garmash (Miguel Veloso, 30'/1ºT), González E Buyalskiy; Yarmolenko, Teodorczyk (Júnior Moraes, intervalo). Técnico: Serhiy Rebrov

MANCHESTER CITY: Hart, Sagna, Otamendi, Kompany e Clichy; Fernando, Fernandinho e Yaya Touré; Sterling, David Silva e Agüero (Iheanacho, 45'/2ºT). Técnico: Manuel Pellegrini

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos