Após fim do contrato de patrocínio, Corinthians já 'esconde' Caixa no CT

O Corinthians escondeu o nome da Caixa Econômica Federal de todas as suas propriedades nesta quinta-feira, dia seguinte ao fim do contrato de patrocínio entre clube e empresa estatal que já durava desde 2012. O acordo não foi renovado em razão de uma pedida do Timão por aumento da cota de patrocínio em cerca de 20% e também a possibilidade de acerto com outra empresa, que também negocia a compra dos naming rights (propriedade do nome) da Arena Corinthians pelas duas próximas décadas. 

Nesta quinta, o clube tirou o nome da Caixa de todas as suas páginas nas redes sociais, além de ter tapado as placas de publicidade, banners das entrevistas coletivas e utilizado um uniforme de treino já sem o nome da empresa, assim como deve fazer no próximo sábado, dia do confronto diante do Oeste pela sétima rodada do Campeonato Paulista. 

Depois de recusar a renovação com a Caixa por R$ 30 milhões, o Corinthians espera anunciar nos primeiros dias do próximo mês o nome de sua nova patrocinadora, em contrato de aproximadamente R$ 37 milhões. A identidade das empresas que negociam esta propriedade e também os naming rights da Arena ainda é mantida em sigilo no Parque São Jorge.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos