Marcelo Oliveira lembra que não faz rodízio e promove volta de Zé Roberto

  • Cesar Greco/Ag Palmeiras

Marcelo Oliveira escalou nove equipes diferentes nos nove jogos do Palmeiras em 2016, mas deixa claro que não está fazendo rodízio. Assim que achar o time ideal, o técnico pretende começar a repetir a escalação. E ele gostou do desempenho de seus comandados na goleada por 4 a 1 sobre o XV.

"Às vezes você tem um time jogando bem e troca algumas peças para descansar, não era o caso. Estávamos buscando a melhor formação, um Palmeiras equilibrado. Em dois gols (contra o XV), fiquei muito satisfeito porque tomamos a bola e chegamos ao gol com velocidade. Não foi uma estratégia ficar rodando jogadores. Estamos buscando a melhor formação", disse.

Ele só não vai repetir a equipe contra a Ferroviária, às 17h de domingo, no Allianz Parque, porque promoverá o retorno do veterano Zé Roberto na vaga de Egídio - ou se os exames periódicos detectarem um risco maior de lesão em algum atleta.

"A minha tendência como técnico é não fazer rodízio e usar sempre uma base, se não a mesma equipe. Eu entendo que no Brasil se treina pouco, são muitos jogos, você não tem muito tempo. O treinamento passa a ser o jogo. Se tem uma base, os jogadores vão acostumando. O Zé Roberto estava um pouco desgastado. Embora o Egídio tenha jogado bem, o Zé vai jogar no domingo", disse, antes de dizer que não se ilude com a boa atuação de quinta.

"Ainda não está na forma ideal, não podemos nos iludir com isso. O bom é que eu sei não me abater tanto e também não empolgar muito".

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos