Marcão 'estreia' em jogo decisivo do Fluminense no Carioca

Há sete dias, o Fluminense era derrotado pelo Botafogo em Cariacica (ES), dando início a uma onda de demissões nas Laranjeiras. Caíram o técnico Eduardo Baptista e o vice-presidente de futebol Mário Bittencourt, além do afastamento do então diretor de futebol Fernando Simone - já substituído pelo ex-Internacional Jorge Macedo. Nesta quarta-feira, às 21h45, no Eduardo Guinle, em Nova Friburgo, o Tricolor das Laranjeiras visita o da Serra, em jogo da penúltima rodada da primeira fase do Campeonato Carioca, com transmissão em Tempo Real do site LANCE! O confronto contra o Friburguense, que tem o mesmo objetivo, pode encaminhar ou complicar a classificação dos visitantes.

Ainda sem um substituto para a vaga do xará do estádio (Eduardo Baptista), o Flu será comandado pelo auxiliar-técnico Marcão. Ídolo do clube, o ex-volante já treinou Bangu, Bonsucesso e River-PI e promoveu treinos nas Laranjeiras. Porém, jamais esteve à beira do gramado com a incumbência de ser o principal responsável dos profissionais do Tricolor.

- Na verdade, o que passamos (para os atletas) é que temos que fazer o nosso. Sabemos que o presidente (Peter Siemsen) vem trabalhando um nome para nos ajudar. Amanhã (quarta) estaremos lutando por uma classificação e eles (jogadores) entenderam a situação. Dentro de campo, temos que resolver - disse Marcão.

Para este duelo, ele deverá optar pelas entradas do zagueiro Marlon e do volante Edson nos lugares de Renato Chaves e Douglas, respectivamente. Em relação ao time que perdeu o clássico, haverá outras duas mudanças: Marcos Junior volta depois de cumprir suspensão, levando Osvaldo para a reserva, e Fred - diagnosticado com um edema na coxa esquerda - é ausência pelas próximas três semanas. Quem ganha a cadeira vazia é o lateral-esquerdo Giovanni, já que Gustavo Scarpa retornará ao meio de campo. Assim a equipe das Laranjeiras vai a campo com: Diego Cavalieri; Wellington Silva, Henrique, Marlon e Giovanni; Pierre, Edson, Cícero, Gustavo Scarpa e Marcos Junior; Diego Souza.

- Eu acredito muito na intensidade. Acredito que, com o Gustavo (Scarpa) jogando com o Marcos Junior, a gente consiga isso. Apostei numa segurança defensiva com Edson e Pierre. E velocidade no ataque - justificou suas escolhas o treinador interino.

Com sete pontos e uma partida a menos em relação aos rivais da chave, o Fluminense é o quarto colocado do Grupo A - limite da zona de classificação. Cabofriense e Portuguesa vêm logo atrás, com a mesma pontuação, mas levando grande desvantagem no saldo de gols. Quatro dos oito times de cada grupo avançam.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos