Prass tenta não pensar em demissão e elogia Marcelo: 'Sensacional'

Uma derrota para o Rosario Central (ARG), nesta quinta-feira, no Allianz Parque, pode dar fim à passagem do técnico Marcelo Oliveira pelo Palmeiras. Mas o goleiro Fernando Prass garante que não vai mudar sua preparação por isso. Ele explica que acrescentar este fator às preocupações convencionais que antecedem um jogo decisivo pode atrapalhar.

- Tem coisas que tu não pode ficar pensando porque te inibem. É impossível ficar pensando se um companheiro seu pode sair por causa de uma ação sua, seja jogador, treinador ou diretor. Isso vai te inibir em campo, vai te deixar retraído. Tu não podes vincular o resultado a uma situação desagradável. Tu tens que fazer o melhor porque trabalha para isso. Sabemos que fazendo bem o nosso papel vamos ajudar a família, o treinador, o amigo que está do lado - explicou o camisa 1.

Embora esteja ameaçado pelo início de temporada irregular, Marcelo Oliveira está em alta com um dos líderes do grupo. Fernando Prass fez rasgados elogios a ele na entrevista desta quarta-feira.

- O Marcelo é um cara que gosta do futebol bem jogado, vai sempre privilegiar isso em detrimento ao futebol de resultado. É um cara sensacional de trabalhar, porque dá muita abertura ao jogador. Ele sempre fala que o treinador está olhando o jogo, mas não está lá dentro. Ele jogou e sabe que o jogador dentro de campo tem uma sensibilidade diferente. Com isso, ele tenta deixar o jogador mais à vontade para render mais. Isso é sensacional. Não adianta ter o melhor treinador do mundo, ele ter suas ideias e não ouvir o jogador. O jogador pode ter uma capacidade muito grande, mas se ele não estiver confortável na parte tática, ele não vai render. O Marcelo é bem maleável nessa situação - opinou.

Há, porém, uma clara necessidade de melhorar. E o goleiro garante que já há no clube a consciência de que algumas coisas precisam ser modificadas para que isso aconteça.

- A gente está buscando isso (regularidade) há um bom tempo e ainda não conseguiu, por isso estamos discutindo muito para tentar melhorar. Algumas coisas a gente já detectou, não podemos expor para quem está fora. A preparação está sendo boa, mas o resultado não está sendo o esperado. Aí tu questiona algumas coisas. Tu tem uma metodologia de trabalho e nada leva a crer que se tu continuar fazendo a mesma coisa o resultado vai ser diferente. Tem que haver ajustes, e é sobre isso que a gente conversa - comentou Prass.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos