China? Que nada! Ricardo Oliveira brilha e Santos derruba o Corinthians

O Santos aproveitou o mistão do Corinthians e tirou a invencibilidade do único grande que ainda mantinha essa marca no Campeonato Paulista. Neste domingo, na Vila Belmiro, com dois gols de Ricardo Oliveira, os comandados de Dorival Júnior superaram os de Tite por 2 a 0 e alcançaram importante vitória na oitava rodada do torneio. 

Depois de frustrada a negociação para o futebol chinês, Ricardo Oliveira voltou a fazer a diferença neste domingo, diante exatamente do time que mais foi prejudicado pelo poderio econômico dos times asiáticos ao perder quatro titulares. Sem tantas opções de elenco e com foco na Libertadores ao poupar seis titulares, o Timão perdeu sua invencibilidade que já durava 26 jogos no Campeonato Paulista, inclusive os sete deste ano... 

Desde o início, a ação de propor jogo foi do Santos, escalado com sua força máxima, inclusive Ricardo Oliveira, que conseguiu se recuperar a tempo de lesão para marcar o gol da vitória do Alvinegro da Baixada aos oito minutos do primeiro tempo. Em jogada iniciada pelo goleiro Vanderlei, o Santos foi de um lado a outro do gramado sem ser importunado. De Vanderlei para Renato e de Renato para Serginho, que concluiu. Após Cássio espalmar, só para dar um pouquinho de dificuldade, Ricardo Oliveira completou livre, para dentro da meta do Alvinegro da capital.

O Corinthians mostrava muita dificuldade na criação, e por isso não importunou muito o Santos no primeiro tempo. Com seis titulares poupados para o jogo do meio da semana na Libertadores, Bruno Henrique e Willians não ajudaram na construção, Danilo esteve apagado e Lucca e Romero foram alvos fáceis para a marcação. Já Luciano, isolado lá na frente em sua volta ao time titular após seis meses, pouco acrescentou.

Já o Santos tentava ir para o jogo. Com Lucas Lima impecável, abrindo espaço e infiltrando bolas na defesa, a equipe esteve perto de aumentar o placar por persas vezes no primeiro tempo e também na etapa complementar, mas Balbuena e Yago fizeram bem seu trabalho. Assim, coube a Renato criar chances pela intermediária, Ricardo Oliveira abrir o campo para receber e Gabigol infiltrar na defesa, mas nada feito, e o jogo seguiu sem grandes chances de gol.

No segundo tempo, o Corinthians se aventurou mais. Com Alan Mineiro se aproximando mais de Luciano, o time fez mais tabelas, construiu mais, e desta vez a missão de salvar o domingo coube a Lucas Veríssimo, depois ao estreante Luiz Felipe, e também a Gustavo Henrique, seguros na zaga.

Em um duelo de times seguros na defesa, foi justamente uma bobeada do Corinthians que fez o placar ser mais dilatado. Aos 39 minutos, Alan Mineiro perdeu o passo e foi desarmado por Paulinho, que rapidamente serviu Ricardo Oliveira. O camisa 9 do Santos deixou Yago, antes invicto em jogos oficiais do Corinthians, no chão e concluiu com brilhantismo para cima da meta de Cássio. Caixão fechado.

A derrota e a perda de uma invencibilidade que já durava 26 jogos, inclusive nesta edição, não tira a liderança geral do Paulistão das mãos do Corinthians, mas agora o Santos é uma ameaça real, com apenas dois pontos a menos. O Peixe lidera o Grupo A quatro pontos à frente do São Bento, e o Timão detém a ponta do Grupo D com seis de vantagem em relação ao Água Santa.

Agora, o Santos volta a jogar no próximo sábado, às 18h30, quando recebe o Água Santa no Pacaembu, pela nona rodada do Campeonato Paulista. O Corinthians joga pelo Estadual no mesmo dia, diante do Botafogo, em Ribeirão Preto, mas antes disso tem compromisso em Assunção (Paraguai) diante do Cerro Porteño, pela terceira rodada da fase de grupos da Libertadores.

FICHA TÉCNICA

SANTOS 2 X 0 CORINTHIANS

Local: Vila Belmiro, em Santos (SP)

Data-Hora: 6/3/2016 - 16h (horário de Brasília)

Árbitro: Flavio Rodrigues de Souza

Auxiliares: Daniel P Ziolli e Miguel Ribeiro da Costa

Renda/Público: R$ 382.880,00 / 9.635 pagantes

Cartões amarelos: Lucas Lima e Victor Ferraz (SAN)

GOLS: Ricardo Oliveira, 8'/1ºT (1-0) e aos 39'/2ºT (2-0)

SANTOS: Vanderlei; Victor Ferraz, Gustavo Henrique, Lucas Veríssimo (Luiz Felipe, 22'/2ºT) e Zeca; Thiago Maia, Renato e Lucas Lima; Serginho (Paulinho, 18'/2ºT), Gabigol (Rafael Longuine, 42'/2ºT) e Ricardo Oliveira. Técnico: Dorival Júnior.

CORINTHIANS: Cássio; Fagner (Edilson, 30'/2ºT), Balbuena, Yago e Guilherme Arana; Bruno Henrique, Willians e Danilo; Lucca, Romero (Alan Mineiro, intervalo) e Luciano (André, 22'/2ºT) Técnico: Tite

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos