Felipe pede falta em gol do Cerro, e Giovanni diz que Timão foi guerreiro

Os jogadores do Corinthians se pidiram entre lamentos, reclamação e certa resignação após a derrota por 3 a 2 para o Cerro Porteño (PAR), nesta quarta-feira, no Estádio Defensores del Chaco. As expulsões de André e Rodriguinho foram apontadas como determinantes para o primeiro tropeço da equipe na competição.

Os cartões vermelhos quase não foram questionados, mas nem por isso o árbitro peruano Diego Haro escapou das críticas.

- Foi falta ali no lance do terceiro gol. Só que ele (árbitro) estava invertendo bastante. A gente estava sem entender, tinha falta que ele dava e falta que ele não dava. Foi falta ali, mas temos que seguir, continuar fazendo nosso trabalho e dentro de campo reverter - comentou o zagueiro Felipe.

Já o meia Giovanni Augusto preferiu exaltar o espírito de luta e a entrega que o Corinthians apresentou jogando com dois a menos.

- Vocês viram que o time foi guerreiro, lutou. Tivemos o controle do jogo na maior parte do tempo e depois que ficamos com dois a menos ficou muito difícil jogar. Mas acho que tem um ponto forte nisso tudo, porque o que aconteceu hoje aqui vai servir para nos unir, para a gente focar mais ainda, porque precisamos dessa união. Sem o André e o Rodriguinho vamos precisar do resultado em casa, então não temos que baixar a cabeça. Tem muita coisa pela frente, agora é descansar, ver o que fizemos de positivo e negativo e tentar reagir - comentou.

O elenco alvinegro volta ao Brasil nesta quinta-feira e já começa a se preparar para o duelo contra o Novorizontino, domingo, fora de casa. Pela Libertadores, o Timão volta a campo na próxima quarta, novamente contra o Cerro, desta vez na Arena Corinthians.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos