Roger diz que grupo do Grêmio na Liberta está embolado, e avalia 'risco'

Nem mesmo o tropeço do Grêmio diante do San Lorenzo na noite de quarta-feira foi suficiente para tirar o ânimo de Roger Machado em relação à sequência da equipe na Copa Libertadores. Em entrevista coletiva, o treinador destacou a qualidade do adversário no empate em 1 a 1 na noite de quarta-feira, e garantiu que ainda há condições de o Tricolor gaúcho passar de fase:

- Foi um jogo complicado, contra um adversário de qualidade, típico de Libertadores. Perdemos pontos em casa, mas o grupo ficou embolado. Teremos que buscar pontos fora na semana que vem.

O treinador definiu a opção por escalar quatro atacantes no segundo tempo como um "risco" que ajudou a equipe a tentar o contra-ataque:

- A orientação era buscar a vitória pessoal, chegar à linha de fundo e alçar na área. Nos minutos finais, você acaba se expondo em busca da vitória. A bola passou mais no meio-campo, a gente entregou o contra-ataque. Faz parte do risco.

Roger Machado descartou que o cansaço tenha atrapalhado a equipe a tentar superar o San Lorenzo, e defendeu sua postura de lançar os titulares também no Gre-Nal:

- Não vi o time cansar. O jogo foi intenso, mas para os dois lados. Não quero atribuir o empate ao cansaço. Não tenho nenhum arrependimento. Acho que fiz o certo, adequado para a situação, ponderando os contextos. Agora, preciso recuperar os jogadores para a semana que vem.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos