Benzema pode voltar à seleção francesa após queda de liminar

Nada mais impede Karim Benzema de voltar a defender a seleção francesa. A liminar que não permitia que o atacante dirigisse a palavra ou se aproximasse de Mathieu Valbuena - devido ao suspeito episódio de chantagem.

A confirmação da liminar, que passa a valer a partir desta sexta-feira, foi feita pelos advogados do camisa 9 do Real Madrid.

"Karim está muito feliz. O senso comum venceu. É um passo importante. A coisa mais importante para nós é mostrar que ele é inocente", disse Sylvain Cormier, representante judicial do atleta.

A notícia pode ser bastante comemorada pelos torcedores franceses, já que os dois estão entre os principais atletas da França e, com a liminar, poderão voltar a atuar juntos novamente.

Sediando o evento, a França estreia na Eurocopa-2016 diante da Romênia, pelo Grupo A, no dia 10 de junho.

Resumo do caso

Benzema foi acusado de cumplicidade em tentativa de chantagem e participação em uma associação de malfeitores. Ele prestou depoimento à Justiça francesa no dia 5 de novembro e ficou proibido de manter contato com outros acusados e com o próprio Valbuena. Desta forma, os dois jogadores ficaram fora dos amistosos da seleção contra Alemanha e Inglaterra.

A FFF entrou no processo como parte civil para poder ter acesso às informações. De acordo com os jornais gauleses, o próximo passo será suspender Benzema. O presidente da entidade vem sofrendo pressão externa para deixar o atacante fora. O primeiro-ministro da França, Manuel Valls, disse que atletas sem atitudes exemplares não deveriam ser convocados. Na mesma linha seguiu o ministro dos Esportes do país, Patrick Kanner, que solicitou que nenhum jogador acusado esteja nos Bleus.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos