Fortaleza vence o Ceará de virada em clássico marcado por briga de torcida

  • Danilo Lavieri

    Torcidas de Ceará e Fortaleza voltaram a entrar em conflito na entrada do Castelão

    Torcidas de Ceará e Fortaleza voltaram a entrar em conflito na entrada do Castelão

Em meio a um jogo acirrado e nivelado por baixo, coube a Núbio Flávio sair do banco de reservas para garantir a vitória do Fortaleza por 2 a 1 sobre o Ceará, neste domingo, na Arena Castelão, e assumir a liderança isolada do Grupo B1 do Campeonato Cearense.

Após o Vozão abrir o placar com Rafael Costa, convertendo um pênalti inexistente, o Tricolor do Pici obteve a virada com Anselmo e com a finalização indefensável do reserva.

A etapa inicial foi marcada pela rispidez, distribuição excessiva de cartões e algumas confusões. Em meio a isto, o Ceará abriu o placar quando a bola bateu na nuca de Lima e o árbitro apontou pênalti. Na cobrança, Rafael Costa estufou a rede aos 12.

O equilíbrio continuou a marcar o confronto, e o Fortaleza igualou o marcador ainda na etapa inicial. Jean Mota serviu Anselmo, que não teve dificuldades para concluir aos 39.

A volta do intervalo trouxe um leve domínio do Vozão, que arriscou com Ricardo Conceição, Bill e Serginho. Mas coube ao técnico Marquinhos Santos ajudar ao Tricolor do Pici a vencer.

Núbio Flávio, que entrou no lugar de Juninho, recebeu de Jean Mota e encheu o pé para superar Éverson, aos 35 minutos.

VIOLÊNCIA ENTRE TORCIDAS ANTECEDE CLÁSSICO

O Clássico-Rei novamente foi marcado pela violência. Integrantes de torcidas de Fortaleza e Ceará atiraram garrafas nos rivais, na entrada da Arena Castelão, e a polícia foi recebida com pedradas e artefatos. Dois policiais foram atingidos.

 

 

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos