Corinthians celebra folga de viagens para Liberta e treina time alternativo

Líder do Grupo 8 da Copa Libertadores com nove pontos somados nas quatro primeiras rodadas e classificação cada vez mais encaminhada para as oitavas de final, o Corinthians terá uma folga de quase um mês sem jogos pela competição continental. Neste intervalo, a dedicação será total ao Campeonato Paulista, torneio pelo qual volta a jogar já neste sábado, às 16h, contra o Linense, na Arena Corinthians. Tite definirá quem entra em campo em Itaquera só no treino de sexta, mas esboçou uma escalação possível no CT Joaquim Grava nesta quinta-feira, sem contar com os titulares do meio de semana.

Quem começou jogando na vitória por 2 a 0 diante do Cerro Porteño (PAR) permaneceu na parte interna do CT realizando trabalhos regenerativos. Já os reservas, inclusive quem jogou menos tempo, participou de um treino coletivo em campo reduzido. Nesta atividade, Tite armou uma equipe com dez jogadores e outra com nove, sendo que André foi o curinga e jogou nas duas equipes.

Contando André, que cumpriu suspensão na Libertadores e volta a ficar à disposição neste fim de semana, a escalação testada nesta quinta-feira foi a seguinte: Walter; Edilson, Balbuena, Vilson e Guilherme Arana; Willians; Ángel Romero, Rodriguinho, Alan Mineiro e Danilo; André. Na atividade da sexta, já com os titulares, Tite definirá quem enfrenta o Linense com base nos resultados dos exames médicos. Giovanni Augusto é o único mais propenso a ficar fora do que a jogar, pois sentiu dores no tornozelo direito após a partida contra o time paraguaio.

O Corinthians agora tem cinco partidas do Paulistão antes de voltar a jogar pela Libertadores no dia 6 de abril, contra o Santa Fe, na Colômbia. O alívio de datas foi celebrado pelo lateral-direito Fagner, uma das referências do grupo atualmente.

- Não sei se seria melhor jogar logo a Libertadores, mas os jogos do Paulista têm tido alta intensidade também. Tivemos jogos difíceis como amadurecimento e aprendizado para a Libertadores. Por um lado é bom jogar a Libertadores só em abril, porque é muita viagem, há um desgaste grande, mas agora é pensar no Paulista e em conseguir a classificação o quanto antes. Pelo planejamento da equipe não tem essa de poupar. O Tite se baseia pelo estado clínico e físico de cada atleta, e quando há um desgaste grande ele prefere deixar fora para não correr risco de lesão - justificou Fagner.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos