Presidente do clube entra em campo, joga, faz gol e evita a derrota

  • Divulgação/Sampaio Corrêa

Quatro jogos fecharam a terceira rodada da Série B do Campeonato Carioca neste domingo e o fato mais curioso ocorreu na partida entre Sampaio Corrêa e Queimados. O Sampaio, time de Saquarema, vive há anos a situação curiosa de ser presidido pelo seu atacante, Rômulo Gomes. E foi ele quem garantiu o empate em 1 a 1 ao marcar, no segundo tempo, o gol de seu time (Celsinho marcara para o Queimados no primeiro tempo). Com o empate, o Queimados perdeu a sua campanha 100% e termina a rodada em segundo lugar no Grupo A. O Sampaio segue sem vencer e está em sexto lugar no Grupo B, com dois pontos. 

A maior surpresa foi a derrota do Nova Iguaçu, em casa, para o lanterna Céres, de virada, por 2 a 1. Então com campanha 100%, o Nova Iguaçu entrou animado, levou 500 torcedores ao Laranjão e saiu na frente com um gol do veterano Schwenck, artilheiro da Segundona. Porém, no segundo tempo, o Ceres voltou com um reserva endiabrado, Tinga, que empatou a partida ao receber de Fabrício e iniciou a jogada que terminou nos pés de Fabrício que chutou e garantiu a vitória (a bola bateu no travessão e no goleiro antes de entrar).

"O jogo com o Nova Iguaçu era como aquela história do David contra o Golias. Éramos o pequeno e todos os jogadores sabiam que tinham de dar algo a mais para chegarmos ao bom resultado. Tinga entrou bem, só saímos na boa e conseguimos a virada. Posso dizer que começamos uma campanha na qual daremos o que falar - disse à Radio Futrio João Romeu, treinador do Ceres - time de Bangu que deixou a lanterna do Grupo A. Apesar da derrota, o Nova Iguaçu permanece dividindo o primeiro lugar do Grupo B com seis pontos". 

Goyta vence a primeira

Outra surpresa ocorreu em Barra Mansa. O Goytacaz, que apenas nos últimos dias conseguiu regularizar todo o seu elenco, pela primeira vez entrou em campo sem precisar colocar uma base de juniores e obteve expressiva vitória por 2 a 1 sobre o Barra Mansa, fora. Luquinha abriu o placar para o time campista no primeiro tempo. Na etapa final, Elielton empatou para os donos da casa e nos acréscimos, aos 48 minutos, Pedrinho - que entrara pouco antes -  fez o gol da vitória para o time que é dono da maior torcida entre os times de menor expressão do Rio e que há 22 anos não joga na elite.

Por fim, o Belford Roxo, mesmo atuando com dois a mais durante boa parte do tempo, não saiu do 0 a 0 contra o Audax.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos