Argentina reencontra algoz da Copa América no Estádio Nacional

A Argentina volta ao Estádio Nacional de Santiago, palco do último fracasso de uma seleção que não levanta um título há 23 anos. Em julho do ano passado, os hermanos perderam a final da Copa América para o Chile, nos pênaltis. Hoje, às 20h30 (horário de Brasília), no mesmo local, a Albiceleste encara o algoz, pela quinta rodada das Eliminatórias Sul-Americanas para a Copa do Mundo de 2018, na Rússia.

- Revi aquela final apenas uma vez. Creio que não há nenhum parentesco com o jogo de amanhã (hoje) - tentou se esquivar o técnico da Argentina, Gerardo Martino, ignorando o fato de a maioria dos jogadores convocados tenham disputado a decisão do ano passado.

Na sexta colocação, fora da zona de classificação para o Mundial, a Argentina terá como grande atração o retorno de Messi. O atacante do

Barcelona não participou das primeiras rodadas por conta de uma lesão no joelho esquerdo.

A grande dúvida sobre o time que vai a campo está no ataque. Agüero ou Higuaín jogarão como um "9", ao lado de Di María e Messi. Dybala, com um problema muscular, está fora do confronto contra os chilenos.

Chile

Sem Jorge Sampaoli, que pediu o boné, o Chile ficará sob a responsabilidade de mais um técnico argentino.

Hoje, Juan Antonio Pizzi fará sua estreia pela seleção campeã da última

Copa América. Antes de assumir a Roja, ele acumulou passagens nos

bancos de reservas de Rosario Central, San Lorenzo e Valencia.

- Não abandonaremos as virtudes que levaram o Chile a ser uma referência mundial. Penso em um clássico muito tenso contra a Argentina - afirmou Pizzi.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos