Dunga vê Seleção em evolução e cita caso Marcelo: 'O doutor mostrará as mensagens'

O treinador da Seleção Brasileira, Dunga, mostrou muita confiança na coletiva de imprensa nesta quinta-feira, na Arena Pernambuco, antes do último treina do Brasil para o jogo contra o Uruguai pelas Eliminatórias para a Copa do Mundo. E o comandante da equipe verde e amarela vê um futuro promissor.

Na avaliação de Dunga a Seleção evoluiu muito desde o jogo de estreia contra o Chile até o duelo contra o Peru, no fim do ano passado. No entanto, lamentou o fato do grande intervalo desde a última rodada das Eliminatórias até o compromisso desta sexta-feira no Recife.

- Se analisarmos o primeiro jogo até o quarto nas Eliminatórias, a forma de jogar melhorou. A Seleção é sempre uma incógnita, um recomeço. Ficamos 128 dias sem jogar e temos dois dias para treinar. No clube já se fala em falta de tempo para treinar, imagina na Seleção? Conversamos muito, mostramos vídeos e vamos atras do resultado que nos agrada. É um desafio para todos suportar isso - afirmou.

Dunga, diferente dos últimos compromissos da Seleção, mostrou o time que enfrentará o Uruguai. O comandante brasileiro explicou um pouco qual será a função de Fernandinho, que vai atuar na vaga deixada por Elias, e mostrou confiança em uma boa atuação de Renato Augusto.

- Cada jogador tem a sua característica. Em alguns momentos o Fernandinho tem atuado assim no City, sendo um homem de surpresa, se apresentando mais na frente. Já o Renato vai jogar como tem jogado sempre. Lógico que o jogador precisa de ritmo, mas o Renato disse que se preparou fisicamente. Vamos ver como ele vai se comportar no jogo e temos jogadores para fazer as mudanças necessárias se preciso - analisou.

Sobre o Uruguai, Dunga não se mostrou muito aliviado com os desfalques na zaga adversária e acredita em um duelo muito duro.

- O Uruguai tem características que conhecemos. Mas mudaram alguns jogadores, outros estão mais maduros. Cada jogo tem uma história. Não dá para olhar para o passado, a forma de jogar - disse.

Dunga só fugiu de algum assunto relacionado ao duelo contra o Uruguai quando questionado sobre a não convocação do lateral Marcelo, do Real Madrid. A polêmica - o treinador justificou na época da convocação que foi por lesão e o jogador, Zidane e o clube desmentiu a versão - ganhou mais um capítulo com o treinador afirmando que provará a verdade no momento certo.

- Não é o momento de falar disso agora. Mas vocês me conhecem bem. Tenho muitos defeitos, tenho muitas virtudes e uma delas é a clareza. Então, depois que passar os jogos, vou falar para o doutor mostrar (as mensagens de) Whatsapp que trocou com eles. E vocês vão ter toda a verdade - disse.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos