Éder Jofre diz a plugilistas para não desistirem de sonho

O Dia Nacional do Boxe foi celebrado neste sábado. A data que é uma homenagem ao maior peso galo da história do boxe, Éder Jofre, foi embalada pela comemoração do aniversário de 80 anos do ex-pugilista.

A festa do bicampeão mundial pelo Conselho Mundial de Boxe (CMB), reuniu familiares de Éder, amigos, e lendas do boxe. Dentre eles,  Miguel de Oliveira, campeão mundial médio-ligeiro pelo (CMB); Valdemir dos Santos Pereira "Sertão", campeão mundial pena pela Federação Mundial de Boxe (FMB).

Ainda estiveram presentes Servílio de Oliveira, bronze na Olimpíada do México 1968, peso mosca, o primeiro e único brasileiro a conquistar uma medalha olímpica no boxe até 2012, e o pugilista em ascensão, que busca o título mundial, Yamaguchi Falcão, bronze na Olimpíada de Londres 2012 e detentor do cinturão latino do Conselho Mundial de Boxe (CMB), peso médio.

O tetracampeão Acelino "Popó" Freitas não pode comparecer ao evento, mas fez questão de deixar uma mensagem ao ídolo, através de uma gravação transmitida no telão. Além dele, Pepe Altstut também reverenciou Jofre, falando sobre seu legado a inúmeras gerações de pugilistas.

- Éder Jofre é um mito do boxe. Celebrar sua carreira profissional e seu exemplo de vida é acreditar que a prática esportiva é capaz de formar bons cidadãos e transformar nossa sociedade - afirmou Pepe, que pratica o boxe e, por meio da Memorial, garante patrocínio a atletas de diferentes modalidades.

Após a exibição de um vídeo, que lembrou momentos do campeão mundial e que anunciou o início do "80º rounde", Jofre se emocionou e deixou uma mensagem aos que querem seguir seus passos no esporte. 

- Compartilho minha emoção com minha família e com cada um de vocês. Tive uma carreira profissional com muitas vitórias e isso foi resultado de muita luta, dentro e fora dos ringues. Não desista nunca, é a minha mensagem aos atletas que buscam tornar-se um dia campeão mundial - concluiu.

Éder Jofre lutou 81 vezes como profissional. Ao todo, foram 75 vitórias, com 52 nocautes, quatro empates e duas derrotas. O Galo de Ouro foi campeão dos galos de 1960 a 1965 e dos penas de 1973 a 1974. ele permaneceu invicto entre os anos de 1957 a 1965. 

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos