Atlético-MG avalia a arbitragem do clássico como 'desastrosa'

O Atlético-MG enviará uma protesto formal à Federação Mineira de Futebol contra a arbitragem do clássico deste domingo, no qual o time de Diego Aguirre foi derrotado por 1 a 0 pelo Cruzeiro, na Arena Independência.

Ao "Superesportes", o o diretor de comunicação do clube, Domenico Bhering, comentou o procedimento que o clube tomará e disse que a diretoria do Galo avaliou a atuação do árbitro Emerson de Almeida Ferreira como 'desastrosa'.

- O procedimento é o mesmo sempre que nos sentimos prejudicados. E entendemos que a arbitragem foi desastrosa - declarou Domenico Bhering ao "Superesportes'.

O Atlético-MG avalia que o árbitro errou em lances capitais na clássico deste domingo. Para a diretoria do Galo, os jogadores do Cruzeiro Ariel Cabral - por um pisão na perna de Hyuri - e Allano - que já tinha amarelo e fez falta dura em Júnior Urso - deveriam ter sido expulsos pelo árbitro.

O Atlético também reclama de um pênalti não marcado. Nem o árbitro Emerson de Almeida Ferreira nem o assistente Guilherme Dias Camilo entenderam como falta o puxão de camisa de Sánchez Miño em Lucas Pratto, dentro da área.

A polêmica envolvendo a arbitragem do clássico começou antes mesmo de a bola rolar no Independência. O Cruzeiro enviou uma solicitação à Federação Mineira de Futebol pedindo que o trio de arbitragem não fosse de Minas Gerais.

A FMF optou por fazer um sorteio entre dois trios: um filiado à federação mineira e outro de outro estado brasileiro. No sorteio, deu o trio mineiro, formado por Emerson Ferreira, Guilherme Dias Camilo e Marcus Vinicius Gomes.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos