Portugal se recupera e derrota a Bélgica em casa com gol de CR7

Depois do vexame da semana ao perder em casa para a Bulgária, Portugal mostrou bom futebol nesta terça-feira, e venceu a Bélgica em Leiria. A partida seria em Bruxelas, mas transferida para a cidade portuguesa por questões de segurança após os atentados terroristas. Em campo, os lusitanos foram superiores, venceram por 2 a 1, gols de Nani, Cristiano Ronaldo e Lukaku.

Fernando Santos, técnico de Portugal, voltou a optar por uma dupla de ataque formada por Cristiano Ronaldo e Nani. Com muita movimentação e boas chegadas dos jogadores que vinham de trás, principalmente João Mário e André Gomes, e seleção das quinas foi bem mais perigosa, apesar de ter menos posse de bola.

Portugal começou a criar chances logo. Boa jogada de CR7 pela direita, na linha de fundo, João Mário chutou forte, Courtois defendeu, e André Gomes quase fez no rebote em finalização de fora. Pouco depois, Nani cabeceou, e o goleiro belga apareceu de novo.

Não demorou para vir o gol. Pela esquerda, André Gomes viu Nani entrando na área. O atacante recebeu, ajeitou o corpo e acertou um bonito chute tirando de Courtois. Portugal continuava melhor após o gol. Cristiano Ronaldo criou boa chance, mas João Mário desperdiçou.

Do outro lado, sem Hazard e De Bruyne, a Bélgica tinha pouca criatividade. O jogador mais efetivo era Mertens. Criou algum perigo em chute de longe. Acabou vindo o gol de Portugal. Pelo lado esquerdo do ataque, João Mário cruzou e Cristiano Ronaldo cabeceou para ampliar. Logo depois, André Gomes desperdiçou após linda jogada do meia do Sporting.

Na volta para o segundo tempo, Fernando Santos tirou João Mário e Adrien, colocou Renato Sanches e Bernardo Silva. A Bélgica cresceu, equilibrou o jogo, teve um bom momento em chute forte de longe de Nainggolan, mas Rui Patrício estava lá. Aos 15 minutos, Portugal trocou a dupla de ataque. Saíram Ronaldo e Nani, entraram Quaresma e Éder.

E na sequência saiu o gol da Bélgica. Curiosamente, em uma jogada entre irmãos. Jordan Lukaku, que tinha acabado de entrar, foi à linha de fundo pela esquerda e cruzou para Romelu Lukaku, que subiu bonito para cabecear e diminuir.

Daí para o fim, os Red Devils continuaram buscando o empate em Leiria. Nainggolan era o jogador mais perigoso, principalmente quando arriscava de longe. E Portugal ficava com o meio-campo fechado buscando o contra-ataque. Quaresma quase fez, mas a trivela não foi certeira. De qualquer forma, os lusos seguraram a vitória contra os líderes do ranking da Fifa.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos