Roy Hodgson admite que Terry faz falta à seleção inglesa

Em entrevista ao jornal "The Guardian" nesta quarta-feira, o técnico da Inglaterra, Roy Hodgson, admitiu que o time sente a falta do zagueiro Terry, aposentado da seleção desde setembro de 2012. Para o comandante, o jogador de 35 anos poderia muito bem ocupar a vaga que é atualmente do garoto Stones, de apenas 21 anos.

- Tive uma longa conversa com Terry. É um cara incrível. Ele reconheceu que poderia ser hoje o capitão da seleção se as circunstâncias fossem diferentes. Não posso negar que é um nome que faz falta para a equipe - disse Hodgson, um dia depois da derrota do English Team para a Holanda por 2 a 1, em Wembley.

Terry deixou a seleção por se considerar perseguido pela Federação Inglesa (FA) após o suposto caso racista com Anton Ferdinand, em jogo entre O Chelsea e o Queens Park Rangers, em outubro de 2011, pelo Campeonato Inglês.

O ex-capitão saiu do time com 78 aparições, vestindo a camisa da seleção desde 2003. O defensor dos Blues disputou as Copas do Mundo de 2006 e 2010, além das Eurocopas de 2004 e 2012.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos