São Paulo perde quarto pênalti no ano e vira time do '1 a 1'

As cobranças de pênaltis têm sido um dos dramas do São Paulo em 2016. Nesta quarta-feira, no empate com o Linense por 1 a 1, a equipe desperdiçou o quarto pênalti na temporada 2016, o terceiro consecutivo. Michel Bastos, pela segunda vez no ano, mandou a bola na trave, quando o jogo estava 0 a 0, no primeiro tempo.

Além de Bastos, que também acertou a trave esquerda do César Vallejo (PER) em duelo no Pacaembu, pela Libertadores (vitória por 1 a 0, gol de Rogério), Ganso e Calleri erraram cobranças. O camisa 10 perdeu contra o Trujillanos (VEN), na Venezuela, também pela Liberta. Jogou no travessão a chance de virar o jogo, no empate por 1 a 1. Já o centroavante deslocou o goleiro do São Bernardo, no Pacaembu, mas a bola foi para fora. O jogo estava 0 a 0 e o Tricolor acabou perdendo por 3 a 1, de virada.

O único sucesso em cobrança de pênalti em 2016 foi de Michel Bastos, sob protesto da torcida, na vitória por 2 a 0 sobre o Novorizontino no Pacaembu, também no Paulistão. No rodízio dos jogadores nas cobranças de pênaltis, Michel é quem tem batido mais e assim pegou a bola contra o Linense.

Se for retomado o desempenho do São Paulo no último ano, a fase crítica nas penalidades já atormentava. Na goleada por 6 a 1 diante do Corinthians na rodada final do Campeonato Brasileiro, o próprio Alan Kardec teve oportunidade de reduzir os estragos em Itaquera, mas parou em Cássio. Uma rodada antes do Majestoso, Luis Fabiano havia vazado o Atlético-MG no Morumbi de pênalti.

Além de desperdiçar pênaltis, o São Paulo também ainda não fez nenhum gol de falta direita e faz poucos gols no ano. São 20 gols marcados em 19 jogos. Outro dado interessante é que o empate de 1 a 1 contra o Linense foi o sétimo empate fora de casa no ano, todos pelo mesmo placar.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos