Superliga: Ponteiro do Sada Cruzeiro pode alcançar marca histórica

Sada Cruzeiro e Sesi-SP se enfrentam na próxima sexta-feira, no segundo jogo das semifinais da Superliga Masculina de vôlei da temporada  2015/16, em São Paulo. O grupo mineiro, que saiu vencedor do primeiro confronto, em Contagem (MG), poderá assegurara a vaga na decisão do título, que acontecerá no próximo dia 10, em Brasília, no caso de uma nova vitória. 

Para o ponteiro Filipe, do Sada Cruzeiro, a partida poderá ser ainda mais especial. O jogador está a apenas nove pontos de se tornar o segundo maior pontuador da história da competição.

- Bacana demais saber que eu posso alcançar essa posição ainda nessa Superliga. Seria mais uma marca e um feito em minha carreira. Muito feliz em poder contribuir para o meu time - ressaltou Filipe, eleito o melhor jogador em quadra na vitória sobre o Sesi por 3 sets a 1, na primeira semifinal, no último sábado.

- Sabemos que o Sesi tem um jogo defensivo muito forte. O sistema bloqueio e defesa do time deles é realmente bem estruturado. Jogamos com uma responsabilidade de ter que vencer em casa e com toda a torcida presente. Entramos focados e determinados taticamente no que tínhamos que fazer e deu certo - disse Filipe, falando ainda sobre as expectativas para este segundo jogo.  

- A comissão técnica nos deu todas as informações necessárias para fazermos o nosso melhor. Para este próximo jogo vamos ajustar os erros que cometemos e procurar melhorar ainda mais de um modo geral. Será uma partida ainda mais tensa, mais difícil e mais estudada. Tudo será definido nos pequenos detalhes - afirmou. 

Aos 36 anos, chegar à decisão da Superliga, a sexta consecutiva, será gratificante para o jogador.

- Penso que é um objetivo de todos chegar à final da Superliga, mas para mim, com 36 anos, vivendo um dos meus melhores momentos técnicos e físicos, seria o resultado do quanto venho trabalhando e me dedicando todo esse tempo - comentou, lembrando ainda das dificuldades que sua equipe enfrentou durante a competição. 

- Tivemos de treinar por quase três meses, com apenas três atletas: eu, o Serginho e o Leal, porque o restante do grupo estava representando o Brasil nas competições adultas e juvenis. Sabemos o quanto foi difícil também para o Marcelo (Mendez) e comissão ter que desenvolver treinos específicos para nós três, pois tínhamos que estar em condições de jogo assim que os demais companheiros voltassem das seleções. Claro que treinamos algumas vezes com a molecada infanto e foi um aprendizado para todos. Não achei ruim, foi até interessante - concluiu. 

A segunda semifinal entre Sada Cruzeiro e Sesi será disputada a partir das 18h30 . Em caso de uma vitória da equipe paulista, a série ficará empatada e o terceiro jogo está marcado para o dia 5, na cidade mineira de Contagem.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos