'O Corinthians tem mais a oferecer ao Tite do que a CBF', avisa presidente

O sexto lugar nas Eliminatórias sul-americanas para a Copa do Mundo de 2018 e a má fase atual fizeram o nome do técnico Dunga voltar a ser contestado no comando da Seleção Brasileira. Enquanto isso, Tite segue seu trabalho no Corinthians, melhor time do Campeonato Paulista até o momento e também líder de seu grupo na Copa Libertadores mesmo tendo perdido seis titulares após o título do Brasileirão, no fim de 2015. Enquanto observa o clamor popular pelo nome de Tite, o Corinthians se mantém tranquilo em relação à possibilidade de saída de seu treinador para a CBF (Confederação Brasileira de Futebol). O presidente do clube, aliás, provocou a entidade sobre o tema.

Questionado sobre os apontamentos do nome de Tite com a Seleção, o presidente Roberto de Andrade abriu o sorriso durante um evento nesta quinta-feira, em São Paulo, e explicou seu posicionamento.

- Eu dou risada. Da mesma forma que o Tite passa as entrevistas respondendo sobre isso, eu também respondo a mesma pergunta. Mas repito que fico muito tranquilo. Conheço o potencial do Tite e logicamente não posso responder por ele, isso é uma decisão pessoal. Mas o que eu já disse a ele e já disse em público, hoje, o Corinthians tem muito mais a oferecer ao Tite do que a CBF - afirmou o presidente do Corinthians.

Tite foi um dos nomes apontados como favoritos para assumir o comando técnico da Seleção Brasileira após o desastre dos 7 a 1 para a Alemanha na Copa do Mundo de 2014. Porém, o técnico campeão mundial e da Libertadores pouco tempo antes, pelo Corinthians, não recebeu qualquer convite da CBF e seguiu seu ano sabático até o fim de 2014, quando acertou a volta ao Timão. Hoje, o gaúcho é dono da melhor campanha do Paulistão apenas três meses depois de ser campeão brasileiro e vê Dunga, nome escolhido para a Seleção, capengar no sexto lugar das Eliminatórias.

Nesta quarta-feira, quando escalou time praticamente completo reserva e venceu a Ponte Preta por 2 a 1 na Arena, Tite precisou responder sobre o assunto em entrevista coletiva. Ele não mostrou empolgação.

- Fico orgulhoso, aceito (o clamor popular por seu nome no lugar de Dunga), e vou buscar sempre pelo aprimoramento. Existem outros técnicos capacitados para serem técnicos da Seleção, mas no devido tempo. O tempo de escolha já passou. No passado me perguntaram se eu estava preparado, disse que sim. Mas é outro timing, outro momento. Estou muito feliz no momento. Não esperava que a equipe crescesse tão rápido assim. Fico feliz, motivado a crescer aqui no Corinthians - disse Tite, que se negou a responder sobre razões que o fariam recusar um possível convite, mesmo para assumir a Seleção nos Jogos Olímpicos deste ano.

- Tu quer me botar em saia justa. Qualquer coisa que eu responda dá um boom. Tu largou uma casca de banana. Tô fora (risos). Mas entendo vocês. Para não ficar gaguejando e buscando argumentos sem consistência, prefiro dizer: não quero comentar - disse Tite.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos