Avaí perde a sexta seguida e Joinville assume ponta do returno catarinense

A rodada deste domingo do Campeonato Catarinense - a sexta do returno - foi excelente para o Joinville e péssima para o Avaí. O JEC, mesmo jogando muito mal, derrotou o Camboriú por 1 a 0, gol de Welinton Junior, e foi para 16 pontos, ultrapassando a Chapecoense e assumindo a liderança, colocando fogo na competição: restam três rodadas para o término e a Chape (vencedora do turno), caso termine em primeiro, será a campeã sem a necessidade de final.

Por sua vez, o Avaí, que promoveu a estreia do treinador Silas, foi derrotado por 1 a 0 pelo Brusque. Esta foi a sexta derrota do time em seis rodadas. Além de seguir na lanterna do returno, o Avaí - que foi o segundo colocado do turno - acendeu o sinal vermelho. Afinal, serão rebaixados os dois times que somarem menos pontos na soma dos turnos e o Alvianil, com 17, está apenas três à frente do Camboriú, o primeiro da degola. O lanterna Guarani tem 11 pontos.

JEC em primeiro!

Ansioso com a possibilidade de assumir o primeiro lugar e nervoso em campo, o Joinville fez uma partida irregular contra o Camboriú, um dos times mais frágeis do catarinense. Tentando mudar a postura do time no segundo tempo, o técnico Hermerson Maria foi realizando mudanças. E foram dois reservas que acabaram decidindo a partida. Aos 20 minutos, justamente num dos momentos que o JEC estava mais instável em campo, William Paulista recebeu no bico direito da área, virou para cima do seu marcador e foi até o fundo, cruzando para a pequena área, onde estava Welinton Junior, que deu um peixinho e tocou para o gol vazio.

Avaí afunda

Embora jogasse fora de casa contra um rival que vive um melhor momento, todos estavam animados no Avaí, acreditando em bom resultado na estreia do técnico Silas. Só que o Avaí seguiu mostrando erros de finalização e falhas defensivas. Numa delas, aos oito minutos, após cruzamento que foi cortado para o meio da área, Mineiro chutou de primeira. Com a visão bloqueada pelos muitos jogadores que estavam na área, o goleiro Renan pulou atrasado e viu a bola morrer no gol mesmo depois de ele tentar espalmá-la.

O segundo tempo foi disputado em meio a um dilúvio até os 30 minutos. O campo pesado favoreceu o time da casa, que teve várias oportunidades para ampliar, mas aí apareceu o goleiro Renan, que evitou uma goleada em chutes de Carlos Alberto (ponte para escanteio) e Eliomar (Renan se antecipou na hora do chute).

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos