Hora de mudar? Flamengo rende bem com dois meias, e Mancuello está próximo de retorno

O técnico Muricy Ramalho testou uma formação diferente no clássico contra o Botafogo, com dois meias, no esquema 4-4-2. Ele escalou Alan Patrick e Ederson, juntos, no meio, e colocou Emerson no banco. O time rendeu bem no primeiro tempo, mas o treinador foi obrigado a voltar do intervalo com os já tradicionais três atacantes, uma vez que o camisa 10 do time sentiu um incômodo no tornozelo.

Agora, fica a pergunta. Será que Muricy poderá manter o esquema com dois meias e dois atacantes?

Antes da bola rolar contra o Botafogo, o técnico rubro-negro justificou a alteração devido ao estilo de jogo do rival, que tem muitos homens no meio. Após o jogo, Muricy foi perguntado sobre a manutenção do esquema, mas adotou cautela.

- Começamos hoje. Fomos para o campo sem posicionar o time. Deixei o Cirino solto no primeiro tempo, por dentro, para mudar, ficar com os dois meias. Até que se portaram bem, mas o Ederson sentiu um pouco o tornozelo, e mudei o time novamente - lembrou.

O treinador elogiou a atuação de Alan Patrick e lembrou que Mancuello está voltando. Ou seja, mais uma opção para o setor de criação do Flamengo.

- A nossa posse de bola foi grande. O Botafogo chega bem com o meio de campo e foi bem ver o Alan Patrick. Ele é nosso melhor meia, está se recuperando, mas sentiu muito o jogo. Depois, o músculo embolou e precisamos tirá-lo. Foi bom ver uma maneira de jogar diferente. Se não mudar, fica previsível. Semana que vem vamos ter mais opções, teremos a volta do Mancuello - disse.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos