Lionel Messi tem nome ligado em investigações sobre paraísos fiscais

Um dia após a derrota no clássico para o Real Madrid, Lionel Messi teve uma outra notícia ruim. Ele teve seu nome ligado mais uma vez em investigações por fraude fiscal. A série batizada de "Panama Papers", feita pelo Consórcio Internacional de Jornalismo Investigativo, começou a ser publicada neste domingo.

De acordo com a investigação, o jogador do Barcelona e seu pai, Jorge Messi, possuem empresas offshore, situadas em paraísos fiscais. O jogador está sendo acusado de ter comprado a empresa para "esconder" seus bens.

Aparece na investigação o nome do ex-presidente da Uefa, Michel Platini, além de personalidades de fora do futebol, como o presidente da Rússia, Vladimir Putin e o diretor de cinema Pedro Almodovar.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos