Presença do Flu pela Copa do Brasil agita o interior de Minas e do Rio

A repercussão da partida entre Tombense e Fluminense, às 21:45 desta quarta-feira, no estádio Soares de Azevedo, em Muriaé/MG, pela Copa do Brasil, está ultrapassando os limites de Minas Gerais e mobilizando também o Noroeste Fluminense e no Sul Capixaba, regiões vizinhas à Zona da Mata mineira, onde fica Tombos, a 367 km de Belo Horizonte, na pisa com o estado do Rio de Janeiro.

Devido à grande procura por ingressos em várias cidades da região, tudo leva a crer que o estádio, com capacidade para 13 mil expectadores, esteja lotado. O torcedor tricolor Paulo Guinard, morador de Porciúncula/RJ, que faz pisa com Tombos e fica a apenas 53 km de Muriaé, vibra com a oportunidade de ver o clube do coração atuando na região.

- Estamos muito distantes do Rio e é complicado ir aos jogos lá. Por isso, estamos eufóricos com a possibilidade de ver o Fluminense atuando aqui tão perto - afirmou.

A euforia da população por conta deste jogo se deve ao fato de já terem se passado quase 16 anos desde a última vez em que um clube grande do Rio de Janeiro esteve na região. Isso aconteceu no fim da década de 1990, quando o Itaperuna (RJ) recebeu o Flamengo, pelo Campeonato Carioca. Por este motivo, o Tombense tem sido considerado o representante da região no futebol brasileiro, uma vez que os outros clubes de primeira pisão estadual mais próximos são o Tupi, de Juiz de Fora e o Macaé, no Norte Fluminense, distantes em média 250 km.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos