Justiça muda data de depoimento, e Messi pode jogar estreia da Copa América

  • AP Photo/Manu Fernandez

    Messi corria risco de perder primeiro jogo da Argentina por causa de depoimento

    Messi corria risco de perder primeiro jogo da Argentina por causa de depoimento

A Argentina corria o risco de ficar sem seu principal jogador na estreia da Copa América Centenário, mas a Justiça da Espanha devolveu a data do depoimento de Lionel Messi por suspeita de fraude fiscal ao dia 31 de maio. O evento havia sido adiado para 7 de junho, um dia depois do primeiro jogo da Argentina, contra o Chile.

Segundo o jornal "El Mundo", o adiamento era um pedido da advogada de uma das partes envolvidas no processo, mas não vai mais acontecer.

O julgamento de Messi deve ser realizado na mesma semana do depoimento, em até quatro dias. O camisa 10 do Barcelona não precisa comparecer nos dias em que não falar à corte.

Messi já havia dito à Justiça em setembro de 2013 que quem geria suas finanças era seu pai, Jorge. A promotoria quer que ambos peguem pena de um ano e dez meses por três infrações contra a Fazenda espanhola, que somariam 4,1 milhões de euros, entre os anos de 2007 e 2009.

No entanto, o Ministério Público espanhol acusa apenas o pai de Messi pelos crimes. Para o órgão, o jogador não tinha conhecimento das infrações supostamente cometidas pelo pai. O argentino já pagou 5 milhões de euros à Receita para acertar pendências.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos