Grêmio já está no Equador para duelo com a LDU, na próxima quarta-feira

Após garantir vaga na semifinal do Gauchão na noite de quarta-feira - ao vencer o Brasil de Pelotas por 4 a 1 -, o Grêmio já está em Quito, no Equador, para se preparar para o duelo com a LDU, pelo Grupo 6 da Copa Libertadores.

A delegação do Grêmio desembarcou em Quito por volta das 15h desta quinta-feira, após um voo de cerca 9h partindo de Porto Alegre, com escala em Lima, no Peru.

A chegada antecipada ao Equador faz parte da estratégia gremista, que visa diminuir o efeito da altitude sobre a delegação. O Estádio Casa Blanca, palco do confronto decisivo, está localizado a 2.8 mil metros acima do nível do mar.

A altitude, no entanto, não é a única preocupação do Tricolor Gaúcho. O técnico Roger Machado pode ter sérios problemas para montar o time. São três desfalques certos: Maicon e Marcelo Oliveira, suspensos, e Henrique Almeida, Ramiro e Bolaños, lesionados.

Na partida contra o Brasil de Pelotas,  Walace torceu o tornozelo esquerdo e teve que deixar a partida. No embarque para o Equador, o volante estava com o local imobilizado e mancando. Durante a viagem, o jogador aplicou gelo no local.

Os atacantes Bobô e Luan também deixaram a partida com dores, mas as situações não são tão preocupantes quanto a do volante, de acordo com o departamento médicodo clube, já que o jogo só é na próxima quarta-feira.

Com cinco pontos, o Grêmio é o segundo colocado do Grupo 6. O líder é Toluca, com dez pontos. A LDU, próximo adversário do Grêmio, é o quarto, com três pontos, atrás do San Lorenzo por conta dos critérios de desempate.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos