Muricy explica opção por 4-4-2 e pede um pouco mais em jogo decisivo

  • Gilvan de Souza/ Flamengo

O técnico Muricy Ramalho quer o Flamengo se doando ao máximo no jogo deste sábado, contra o Boavista, em Volta Redonda. O duelo tem caráter decisivo para o rumo do Rubro-Negro no Campeonato Carioca. Atualmente, o clube da Gávea é apenas o sexto colocado da Taça Guanabara e precisa da vitória para ter chances de entrar no grupo dos quatro primeiros, que garantem acesso à próxima fase do Estadual.

"É decisão, você tem que fazer sempre um pouco mais do que os outros. Estamos prontos", garantiu o treinador rubro-negro, referindo-se ao duelo contra o Boavista.

Muricy respondeu a algumas perguntas sobre a opção pelo esquema 4-4-2. O treinador abandonou a formação com três atacantes, barrando Sheik e escalando Alan Patrick e Mancuello.

"Percebemos que estávamos jogando de uma maneira difícil de jogar, porque o adversário já estava identificando. Aquela maneira (4-3-3) já está boa e agora temos que ter outra variação. Alan Patrick é mais técnico, enquanto Mancuello é mais agressivo. Os dois têm a bola parada muito boa", comentou o treinador rubro-negro.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos